Equipe
Rádio Nocaute

Rádio Nocaute

Dois homens morreram durante a explosão de um caixa eletrônico na cidade de Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre, na madrugada deste sábado (9). A agencia fica às margens da ERS-040. Conforme a Brigada Militar, quatro suspeitos participaram da tentativa de arrombamento dos caixa eletrônico. Dois deles conseguiram fugir, sendo que um deles estaria ferido. Os dois suspeitos que morreram não conseguiram sair da agência na hora da explosão. Foram encontradas marcas de sangue no local, o que sugere, segundo a polícia, que os suspeitos tenham ficado feridos. Um veículo, Cobalt de cor preta, foi localizado a cerca de um quilômetro do local da explosão, na Estrada da Branquinha, no bairro Vimópolis. No porta-malas foram encontrados explosivos. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi acionado para a retirada do material. Por volta das 9h o Gate terminou a perícia no banco, onde não foram encontrados mais explosivos, e se encaminhavam para o local onde o veículo foi abandonado na Estrada da Branquinha.

 

Fonte:  G1

TÁ  NO RÁDIO

Programas  e  programetes  para emissoras de Rádio

produzidos por locutores profissionais.

SITE: www.tanoradio.com.br

TELEFONES: (33) 3263-9210

                  (33)9.9148-5101

                  (33)9.9945-9392

A cantora americana Beyoncé publicou nesta quinta-feira (7) uma carta aberta com fortes críticas às recentes mortes de negros por policiais dos Estados Unidos e afirmou que a comunidade não precisa de compaixão, mas sim respeito por suas vidas. Ela citou as mortes de Alton Sterling, um homem negro de 37 anos morto na terça-feira (5) em Baton Rouge, na Louisiana, por dois policiais brancos, e do jovem Philando Castile, que morreu na quarta-feira (6) em Falcon Heights, em Minnesota, em outro incidente com agentes que o prenderam por uma infração de trânsito. Os episódios geraam indignação e protestos. "Estamos fartos e cansados dos assassinatos de homens e mulheres jovens em nossas comunidades. Depende de nós tomar uma posição e exigir que eles 'parem de nos matar'", escreveu a cantora. "Nós não precisamos de compaixão. Precisamos que todos respeitem nossas vidas. Nós vamos nos mobilizar como comunidade e lutar contra qualquer um que acredite que o assassinato ou qualquer outra ação violenta contra aqueles que juraram nos proteger devem continuar constantemente impunes", completou Beyoncé. A cantora, geralmente reticente a falar com a imprensa, tem se mostrado especialmente ativa em erguer sua voz contra a brutalidade policial como com o clipe que gravou sobre o tema, "Formation", lançado em fevereiro, e que gerou críticas por parte de alguns políticos conservadores americanos. "Estes roubos de nossas vidas nos fazem sentir desamparados e sem esperança. Mas temos que crer que estamos lutando pelos direitos da próxima geração, pelos homens e mulheres que acreditam no bem", acrescentou a cantora, ao ressaltar que esta é "uma luta humana". "Não importa a raça, o gênero ou a orientação sexual. Esta é uma luta para qualquer um que se sente marginalizado e que não tem direito à liberdade e aos direitos humanos. " Na mensagem, a cantora quis deixar claro que o texto não é uma crítica contra todos os policiais, mas contra "aqueles seres humanos que não sabem avaliar a vida". "A guerra contra as pessoas de cor e contra todas as minorias deve acabar. O medo não é uma desculpa. O ódio não vencerá." Leia, abaixo, a íntegra da carta aberta de Beyoncé: Estamos fartos e cansados dos assassinatos de homens e mulheres jovens em nossas comunidades. Depende de nós tomar posição e exigir que eles "parem de nos matar". Nós não precisamos de compaixão. Nós precisamos que todos respeitem nossas vidas. Nós vamos nos mobilizar como uma comunidade e lutar contra qualquer um que acredite que o assassinato ou qualquer outra ação violenta contra aqueles que juraram nos proteger devem continuar constantemente impunes. Estes roubos de vidas nos faz sentir desamparados e sem esperança mas nós temos temos de acreditar que estamos lutando pelos direitos da próxima geração, pelos homens e mulheres jovens que acreditam no bem. Esta é uma luta humana. Não importa sua raça, gênero ou orientação sexual. Esta é uma luta por qualquer um que se sente marginalizado, que está lutando por liberdade e direitos humanos. Isto não é um recado a todos os oficiais de polícia mas para todo ser humano que não valoriza a vida. A guerra contra pessoas de cor e todas as minorias precisa acabar. Medo não é uma desculpa. O ódio não vencerá. Nós todos temos o poder de canalizar nossa raiva e frustração para a ção. Nós devemos usar nossas vozes para fazer contato com políticos e legisladores e nossas comunidades para pedir mudanças sociais e judiciais. Enquanto nós rezamos pelas famílias de Alton Sterling e Philando Castile, também rezaremos pelo fim desta praga de injustiça em nossas comunidades.

 

 

Fonte:  G1

 

Quinta, 07 Julho 2016 23:46

Tenda Espirita Povo de Angola

Trabalhos Espirituais  para todos os fins com garantias em documento registrado em cartório. Somos especializados em fazer trabalhos de amarração  amorosa .

 

Tenda Espirita Povo de Angola

    ( Ylê Asé  Taunkerã )

Babalorixá  Itamar  de  Ogum

SITE: www.itamardeogum.com.br 

(33) 3263 - 9210

(33) 9.9148-5101

(33) 9. 9945-9392

(33) 9.9946-1734

(33) 9.9122-2882

 

O baterista Steven Adler voltou ao Guns N' Roses, em um show em Cincinnati, nos EUA, na sua primeira apresentação com a banda liderada por Axl Rose em mais de um quarto de século. Imagens do show na noite de quarta-feira (6) mostram Rose chamando Adler ao palco antes de tocar "Out Ta Get Me" e "My Michelle", de 1987, do álbum de estréia da banda, "Appetite for Destruction". Adler foi expulso da banda perto do auge da sua popularidade em 1990, devido ao uso de drogas. Ele tocou com os guitarristas Slash e Duff McKagan na cerimônia de entrada da banda no Rock and Roll Hall of Fame 2012, mas Rose não participou. A banda está atualmente em uma turnê de verão com Rose, Slash e McKagan tocando juntos pela primeira vez em mais de 20 anos.

 

 

Fonte:  G1

A Justiça Federal de São Paulo suspendeu liminarmente os passaportes diplomáticos do pastor R. R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus, e de sua esposa Maria Magdalena Bezerra Ribeiro Soares. Os passaportes haviam sido concedidos pelo ministro da Relações Exteriores, José Serra (PSDB). 

Segundo a decisão, a concessão dos passaportes significaria “desvio de finalidade” e “mero privilégio”, porque a “prerrogativa diplomática” não seria compatível com o interesse público, “portanto incompatível com o princípio da moralidade”. Os passaportes devem ser entregues por seus titulares em cinco dias. O autor da ação popular é o advogado Ricardo Amin Abrahão Nacle. A decisão diz que “é efetivamente incompatível com a Constituição que líder religioso, nesta condição e no interesse de sua instituição religiosa, seja representante dos interesses estatais brasileiros no exterior, há nisso uma confusão entre Estado e religião incabível”. O texto ainda diz que o pastor, “em que pese a sua relevância”, não se identifica com nenhum dos cargos ou funcionários mencionados no decreto 5.978, de 2006, que regulamenta a concessão dos passaportes diplomáticos. Entre os que podem receber o documento estão o presidente e o vice-presidente da República, ex-presidentes, governadores, ministros, ocupantes de cargo de natureza especial, militares em missões da ONU, integrantes do Congresso Nacional, ministros do Supremo Tribunal Federal, o procurador-geral da República e juízes brasileiros em tribunais internacionais. No site da Ireja Internacional da Graça de Deus, o pastor R. R. Soares aparece uma agenda de palestras e reuniões nos Estados Unidos do dia 27 de junho a 5 de julho. O G1 entrou em contato com a Igreja Internacional da Graça de Deus, mas ainda não obteve resposta. A reportagem também aguarda retorno do Itamaraty. Passaporte a outro pastor Em maio, José Serra (PSDB-SP), também concedeu passaporte diplomático ao pastor Samuel Cassio Ferreira, da Assembleia de Deus, ligado ao presidente afastado da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Também foi movida ação contra a concessão deste passaporte, mas neste caso a Justiça negou o pedido. O Itamaraty informou que concede passaporte diplomático a dirigentes de denominações religiosas com base no princípio de isonomia, pois historicamente cardeais da Igreja Católica sempre receberam passaporte diplomático. De acordo com o ministério, essa isonomia foi adotada durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em 2011, informou a assessoria do Itamaraty, se estabeleceu, com base no artigo sexto do decreto, a política de se limitar a dois passaportes por denominação religiosa. O passaporte diplomático não dá direito a privilégio ou imunidade no Brasil ou no exterior. O que muitos países concedem ao portador é facilidade na fila de imigração e em alguns casos, isenção de visto de curta duração. A assessoria do Itamaraty informou que o ministro José Serra determinou que seja feita uma reavaliação da política de concessão de passaportes diplomáticos. 

 

 

Fonte:  G1

O motorista do caminhão-tanque envolvido no acidente em acidente na BR-277 em Morretes, no litoral do Paraná, pagou fiança e deixou a prisão nesta terça-feira (5). Seis pessoas morreram e várias ficaram feridas na batida que ocorreu após o caminhão perder o controle da direção e bater contra uma mureta de proteção. Ele não se feriu no acidente. A fiança estipulada para a soltura equivale a dez salários mínimos. O motorista ainda teve a habilitação para dirigir suspensa e terá de se apresentar à Justiça periodicamente. O Ministério Público ainda pediu que o motorista utilizasse tornozeleira eletrônica, mas o juiz não atendeu à requisição. O acidente O acidente aconteceu no domingo (3). Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caminhoneiro perdeu o controle da direção e bateu contra uma mureta de proteção. O caminhão, que transportava 44 mil litros de álcool, explodiu em seguida. Outros doze veículos foram atingidos. Em depoimento à Polícia Civil, o motorista do caminhão-tanque disse que o painel do veículo acusou a existência de uma falha nos freios. Mesmo assim, ele decidiu continuar a viagem, que resultou no acidente. De acordo com os policiais, ele deve responder por homicídio doloso, com dolo eventual, ou seja, quando o autor assume o risco de matar.

 

 

Fonte:  G1

Quem Somos

A Radio Nocaute tem como principal meta, tocar os sucessos mais antigos em sua programação, não deixando é claro de tocar os sucessos da atualidade. Nossa programação é feita com 60% de músicas antigas. Trabalhamos com muito carinho para oferecer uma programação diferenciada aos nossos ouvintes.
Saiba mais

 

Nossa Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades e promoções em seu e-mail!

Siga-nos pelo Facebook