Equipe
Rádio Nocaute

Rádio Nocaute

Segunda, 30 Maio 2016 14:49

4 - Maiara e Maraisa

Maiara e Maraisa além de irmãs, gêmeas e de aparência bem semelhante, compartilham do mesmo sonho e talento: a música sertaneja.

Nascidas em São José dos Quatro Marcos - MT, criadas em Araguaina – TO, hoje moram em Goiânia – GO, a cidade conhecida como berço da música sertaneja e que abriu muitas portas para a carreira da dupla. Com as vozes lindas e inconfundíveis e com o talento para a composição não tinha como ser diferente.

No ano de 2013 lançaram a música “No Dia do Seu Casamento” que tocou muito e alavancou a carreira da dupla, e que também contou com um clipe lindo que faz muito sucesso na internet com a interpretação das irmãs e hoje já tem mais de um milhão de visualizações.

Logo em seguida a dupla lançou o seu EP com algumas músicas autorais, e a música “É Rolo” contou com a participação da dupla Jorge e Mateus. O EP foi trabalhado por um ano e foi um trabalho que rendeu bons frutos.

No dia 31 de março de 2015 a dupla gravou na cidade de Goiânia o primeiro DVD da carreira, com um repertório escolhido a dedo, com uma estrutura linda e com participações pra lá de especiais como Jorge e Mateus, Cristiano Araújo, Bruno e Marrone e Marília Mendonça.

A nova música de trabalho da dupla, que também compõe o DVD é a “10 %”, música que vem agradando todos que escutam. O DVD foi lançado a nível nacional pela som livre em novembro de 2015. Quem assistiu o primeiro DVD garante ser um dos mais lindos de 2015!

E quem ficou encantado com o primeiro DVD, vai se surpreender com o segundo – que será gravado no primeiro semestre de 2016.

A dupla Maiara e Maraisa virou referência no meio musical e se apresenta em vários estados brasileiros como São Paulo, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, entre outros. Além de terem uma carreira promissora, elas são as maiores apostas femininas do sertanejo na atualidade.

Segunda, 30 Maio 2016 14:48

3 - Henrique e Juliano

Henrique & Juliano, irmãos que cantam desde criança com incentivo do pai que sempre os apoiou no gosto dos dois filhos pela música sertaneja. Influenciado pelo sucesso da dupla João Paulo e Daniel, esses meninos que nasceram na pequena cidade de Palmeirópolis no Estado do Tocantins começaram a se apresentar nas rádios do município chegando até a se apresentar para um grande público interpretando e dublando os sucessos da banda "Mamonas Assassinas", sucesso em todo Brasil na década de 90, e a vida os obrigou a tomar um rumo diferente do que eles sempre sonharam que foi viver da música.

Quando ainda cursavam o ensino médio na escola onde estudavam, Henrique 17 anos e Juliano 16, conheceram a dupla Maykel e Marcel recém chegados na capital, vindos de Goiânia a dupla não só trouxe o trabalho e o talento para cantar, mas também a experiência, repassados logo em seguida para os meninos juntamente com toda técnica vocal e várias dicas para melhorar a qualidade dos shows. Motivados por toda essa bagagem musical a dupla que antes só tocava em churrascos com os amigos e nos intervalos das aulas no colégio, viu que estava na hora de encarar seu primeiro festival de música "Festin" competindo com várias duplas e bandas de Palmas, conseguindo ainda um segundo lugar na categoria em que competiam.

Com ótimo desempenho no festival, a dupla viu que podia chegar lá, mas sempre com os pés no chão eles continuaram os estudos. Ainda no primeiro período do curso de direito e no seu primeiro emprego, Henrique conseguiu através da ajuda de amigos com que os dois irmãos fizessem a abertura da festa "Balada Sertaneja", que contou com a presença de cantores de renome nacional. Com apenas um CD acústico ao vivo gravado numa festa particular sem os recursos necessários para uma boa gravação, a dupla conseguiu um reconhecimento muito grande dos fãs.

Mas somente em 2012 estão vendo que o sonho de ser reconhecido no cenário nacional estava cada vez mais próximo, firmaram contrato artísticos com a empresa de agenciamento Work Show que tem no seu casting Marcos & Fernando, Luiz Henrique & Montenegro e Zé Neto & Cristiano. Nessa nova parceria surgiu o segundo CD produzido pelo maestro Pinochio, álbum que se tornou um marco na carreira da dupla. Um repertório autêntico sendo que a maior parte de suas faixas são composições próprias. Um dos grandes sucessos foi a música "VEM NOVINHA" ritmo de arrocha que já vem sendo bem executada nas rádios do Tocantins e de Goiás.

Henrique & Juliano começaram a aparecer com mais força ainda em 2013, quando lançaram seu primeiro DVD, de onde saíram algumas músicas que se destacaram, como "Mistura louca", "Recaídas" e principalmente "Tô valendo nada", que foi uma das músicas de maior destaque do último ano.

Em 2014 a dupla Henrique & Juliano lança seu segundo DVD, no repertório músicas inéditas e outras já conhecidas pelo público como; Recaídas e Eu sou Gordinho. A gravação aconteceu no coração do Brasil, o estádio Mané Garrincha em Brasília foi palco de um verdadeiro espetáculo da música sertaneja, reunindo mais de 15 mil pessoas na noite do dia 12 de Abril.

"Ninguém caminha sozinho, a estrada é cheia de dificuldades e existe um sonho, a vontade de provar a nós mesmos que seríamos capazes de chegar lá" Henrique & Juliano

 

Segunda, 30 Maio 2016 14:46

2 - Jorge e Mateus

Jorge & Mateus é uma dupla de música sertaneja Brasileira, formada pelos cantores goianos Jorge Alves Barcelos (27 de agosto de 1982) e Mateus Pedro Liduário de Oliveira (15 de julho de 1986), que já venderam em média 5 milhões de cópias. Ambos são da cidade de Itumbiara, no interior do estado de Goiás.

Considerada a principal dupla sertaneja da atualidade, seja por repertório, faturamento ou público, são responsáveis por boa parte dos grandes sucessos do chamado "sertanejo universitário" como "Logo Eu", "Amo Noite e Dia", "Calma", "Nocaute", "Flor", "Aí Já Era", "A Hora é Agora", "Voa Beija Flor", "Vou Fazer Pirraça", "Eu Quero Só Você", "De Tanto Te Querer", "Pode Chorar", "Enquanto Houver Razões", "Seu Astral", "O Que é Que Tem?", "A Gente Nem Ficou", "Amor Covarde", "Chove, Chove", "Tempo ao Tempo", "Os Anjos Cantam", "Sosseguei", "Ou Some ou Soma", além da regravação de "Amor Pra Recomeçar".

Atualmente suas músicas estão entre as mais tocadas nas rádios brasileiras, também entre as mais acessadas e baixadas da internet, liderando o ranking dos artistas mais acessados nos maiores portais (sites) de música do país.

Gravaram um de seus últimos DVDs em dos um dos palcos mais renomados da música, o Royal Albert Hall, em Londres, na Inglaterra, onde nenhum artista brasileiro havia pisado e grandes ícones da música internacional cantaram, como os The Killers e Adele, tendo a última também gravado seu mais recente DVD nesse palco.

Juntamente com Roberto Carlos, Ivete Sangalo e Wesley Safadão são os artistas musicais com o mais alto cachê da música brasileira, cobrando do mínimo um total de 550 mil reais por show. Atualmente Jorge é casado com a goianiense Ana Carolina Freitas, e Mateus noivo de Marcella Barra.

Segunda, 30 Maio 2016 14:44

1 - Marilia Mendonça

Marília Mendonça é goiana, e tem apenas 20 anos. Ainda quando menor de idade, começou a se destacar como compositora, contribuindo com a canção “Minha Herança”, assinada por ela e pelo Frederico. Nesse mesmo período, Marília compôs também “Vai ter balanga” que também entrou no DVD gravado em 2011.

Mesmo com pouca idade, Marília coleciona grandes sucessos como compositora, “É Com Ela Que Eu Estou” na voz de Cristiano Araújo, “Até você voltar” e “Cuida Bem Dela” sucesso de Henrique & Juliano.

Em 2015 Marília Mendonça gravou seu primeiro DVD, com direção musical de Eduardo Pepato e vídeo Fernando Trevisan, o Catatau.

Marília Mendonça faz parte da WorkShow, escritório de agenciamento que possui no cast Henrique & Juliano, Zé Neto & Cristiano, Marcos & Fernando e Maiara & Maraísa.

Nenhum deles foi encontrado na operação realizada no Morro do Barão. A adolescente foi incluída no programa de proteção a testemunha.

A polícia do Rio de Janeiro considera foragidos os seis suspeitos identificados no caso do estupro coletivo. Nenhum deles foi encontrado na operação realizada nesta segunda-feira (30) na Zona Oeste da cidade. A adolescente de 16 anos foi incluída no Programa de Proteção à testemunha.

A polícia saiu cedo para cumprir seis mandados de busca, apreensão e prisão na Zona Oeste. São procurados Sérgio Luiz da Silva Júnior, conhecido como da russa; apontado como o chefe do tráfico no Morro do Barão. Lucas Perdomo Duarte Santos, 20 anos, com quem a adolescente disse que tinha um relacionamento; Raphael Assis Duarte Belo; 41 anos; Marcelo Miranda da Cruz Correa; 18 anos; e Michel Brasil da Silva; 20 anos, suspeitos de divulgar as imagens na internet; e Raí de Souza, 22 anos, que se apresentou à polícia e disse ter feito o vídeo, mas nega participação no estupro.

A chefe da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, Cristiana Bento, assumiu as investigações. O delegado Alessandro Thiers, de Repressão a Crimes de Informática, foi afastado depois do pedido apresentado pela defesa da vítima. A adolescente contou ao Fantástico que se sentiu desrespeitada pelo delegado.

“Quando eu fui na delegacia, eu não me senti à vontade em nenhum momento. Eu acho que é por isso que muitas mulheres não fazem denúncia. Tentaram me incriminar. Como seu eu tivesse culpa. Tinha três homens dentro de uma sala. A sala era de vidro todo mundo que passava via. Ele botou na mesa as fotos e o vídeo e falou ah, me conta aí. Não me perguntou se eu estava bem, se tinha proteção. Ele perguntou se eu tinha o costume de fazer isso. Se eu gostava de fazer isso”.

Por telefone, o chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso, comentou as acusações. “Acho que se o delegado cometeu algum tipo de desvio, isso vai ser apurado, não tenha dúvida nenhuma”.

A pedido da família, a advogada Eloísa Samy deixou a defesa da adolescente.

Os resultados da perícia feita no vídeo postado em uma rede social e do exame de corpo de delito da adolescente feito na última quarta-feira vão ser divulgados nesta segunda-feira (30) pela polícia. O exame na jovem só aconteceu quatro dias depois do estupro. A demora, de acordo com os peritos, impediu que fossem encontrados indícios da violência.

“Você vê um ato. Pelo menos duas vozes masculinas, uma  delas ele se mostra, e chega a tocar na vítima, e essa conduta dele já configura crime, não tenho dúvida nenhuma disso. Mas nós não estamos buscando só isso. Tem muito mais por trás disso”, fala Veloso.

A delegada Cristiana Bento pode ouvir a adolescente novamente. “Se tiver alguma dúvida a gente vai ter que requisitar a oitiva dela. E ver a melhor forma de ouvi-la”.

Neste domingo (29) muita gente foi às ruas para cobrar punição dos envolvidos no estupro coletivo. Em Brasília, mulheres carregaram flores e o protesto acabou em tumulto. Alguns manifestantes empurraram a grade de proteção do Supremo Tribunal Federal. Em Goiânia, esse grupo pediu o fim da violência contra a mulher.

Relator de processo de Cunha entregará parecer final nesta terça-feira.Advogados de Dilma têm até quarta para protocolar defesa na comissão.

A semana do Congresso será movimentada pela apresentação do relatório final do processo de quebra de decoro parlamentar do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e pela entrega da defesa da presidente afastada Dilma Rousseff à comissão especial do impeachment do Senado.

O relator do caso Cunha no Conselho de Ética, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), pretende entregar nesta terça-feira (31) seu parecer final sobre o processo do presidente afastado da Câmara. Se confirmada a quebra de decoro parlamentar, a punição pode variar de advertência até a cassação do mandato.

Uma sessão para a leitura do relatório deverá ser marcada ainda nesta semana – provavelmente na quarta-feira (1º). A previsão é que seja concedido pedido de vista coletivo (mais prazo para que os deputados possam estudar o conteúdo) pelo período de dois dias úteis. Pelos cálculos do relator, a discussão e a votação deverão ficar apenas para a outra semana.

O processo do Conselho que investiga Cunha foi aberto em 2015 para apurar a suspeita de que o peemedebista mentiu à CPI da Petrobras ao negar ter contas bancárias na Suíça. Ele nega ser o dono das contas, mas admite ser o beneficiário de fundos geridos por trustes (entidades legais que administram bens e recurso).

Impeachment
Vinte dias depois da abertura do processo de impeachment pelo Senado, a presidente afastada Dilma Rousseff deverá entregar na próxima quarta-feira (1º) a sua defesa das acusações de que cometeu crime de responsabilidade ao praticar as chamadas “pedaladas fiscais” e ao editar seis decretos de crédito suplementar sem autorização do Congresso.

No documento, a defesa de Dilma deve alegar que os atos não configuram crime de responsabilidade e que o processo de impeachment tem “vícios de origem” porque teria sido aberto por “vingança” pelo presidente afastado da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Na quinta-feira (2), a comissão especial do impeachment se reúne para discutir o cronograma de atividades do colegiado nesta etapa do processo – chamada de pronúncia –, na qual os parlamentares decidem se a denúncia contra Dilma é ou não procedente e se deve ou não ser levada a julgamento final.

Na semana passada, o relator do caso, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), apresentou uma proposta de cronograma em que o Senado decidiria se vai ou não levar o processo a julgamento entre os dias 1º e 2 de agosto. No entanto, parlamentares que apoiam Dilma Rousseff consideram o prazo de trabalhos desta segunda etapa da comissão está curto. Já senadores a favor do impeachment querem agilizar as atividades e concluir a fase em julho.

Nesta parte intermediária do processo, a comissão realiza diligências, coleta provas e ouve testemunhas de defesa e de acusação para, depois, elaborar um relatório sobre a denúncia.

Sabatina
Na quarta, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado deverá realizar uma sabatina com o indicado por Temer para ocupar a presidência do Banco Central, Ilan Goldfajn. A data para que os senadores indaguem o indicado foi anunciada pela presidente da comissão, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).

Goldfajn foi escolhido pela equipe econômica do presidente em exercício Michel Temer para presidir o Banco Central. Contudo, para assumir a função, o indicado precisa ser sabatinado pela CAE e seu nome precisa ser aprovado pelo plenário do Senado. Segundo Gleisi, é possível que o plenário decida se aprova ou não do nome de Goldfajn já na quarta, mas para isso será necessária a aprovação de um requerimento de urgência.

Gravações
Os áudios gravados pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado devem ser tema de discursos na tribuna do Senado já nesta segunda. Senadores que apoiam a presidente afastada Dilma Rousseff já anteciparam, na semana passada, que vão cobrar explicações dos colegas envolvidos nas gravações.

O principal alvo dos senadores pró-Dilma deverá ser Romero Jucá (PMDB-RR) que, em conversa com Sérgio Machado, sugeriu um “pacto” da classe política para tentar barrar as investigações da operação Lava Jato, que investiga desvio de dinheiro em contratos da Petrobras. Jucá também faz referência a uma constituinte para podar poderes do Ministério Público Federal. Os áudios resultaram no afastamento do peemedebista do Ministério do Planejamento.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), é outro envolvido nas gravações do ex-presidente da Transpetro. Nas conversas, o parlamentar defende mudanças na legislação sobre delações premiadas, para que presos não possam fechar acordos de colaboração com a Justiça. Além disso, Renan chamou o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de mau-caráter e disse que tentou evitar sua recondução ao cargo, mas “estava só”.

Senadores da base governista e da oposição minimizaram, na semana passada, as declarações de Renan sobre delações premiadas. Para os colegas, o presidente do Senado não manifestou intenção de obstruir a operação Lava Jato.

Desvinculação de receitas

Nesta semana, Renan Calheiros tentará colocar em votação a proposta de emenda à Constituição (PEC) que autoriza União, Distrito Federal, estados e municípios a utilizarem livremente 25% dos recursos arrecadados que estão comprometidos com investimentos em áreas como educação e saúde. A chamada Desvinculação de Receitas da União (DRU) flexibiliza os gatos obrigatórios do orçamento da União e dos entes federativos.

Senadores contrários à proposta argumentam que sua aprovação retiraria recursos de áreas “fundamentais”, como saúde e educação. Já defensores do projeto dizem que o texto “desengessa” o orçamento e permite investimentos para aquecer a economia. A PEC já foi aprovada em primeiro turno, mas os senadores não chegaram a um acordo para concluir a votação. O texto estava na pauta da semana passada, mas foi retirado por falta de quórum.

Na Câmara dos Deputados, uma outra proposta de emenda à Constituição de desvinculação de receitas, diferente da do Senado, também pode entrar na pauta de votações. Pela proposta dos deputados, o governo pode usar livremente 30% dos recursos orçamentários destinados para áreas específicas, com exceção das verbas para saúde e educação. A comissão especial deve discutir e votar o parecer da proposta na terça-feira. Se isso acontecer, a proposta poderá entrar na pauta de votação de quarta.

MP sobre o Garantia-Safra

Antes de analisar a DRU, os deputados precisam se debruçar sobre a medida provisória (MP) que destina R$ 316,2 milhões para o pagamento de parcelas do Benefício Garantia-Safra. Serão beneficiados 440 mil famílias de agricultores familiares da área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) atingidos pela seca no período 2014/2015.

A medida tranca a pauta de votações da Câmara, por isso precisa ser votada antes de outros projetos. Se for aprovada a MP, abre-se caminho para a votação de projetos que concedem reajustes aos servidores do Judiciário, do Ministério Público Federal e de ministros do Supremo Tribunal Federal.

Em gravação, Fabiano Silveira critica condução da operação pela PGR.Sindicato que representa servidores da CGU cobrou demissão do ministro.

O ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, procurou o presidente em exercício Michel Temer na noite deste domingo (29), no Palácio do Jaburu, para explicar o teor de sua conversa com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), na qual ele criticou a condução da Operação Lava Jato pela Procuradoria Geral da República (PGR), informaram assessores do Palácio do Planalto.

Segundo o G1 apurou, no encontro deste domingo com o ministro da Transparência, Temer avaliou que o caso de Fabiano Silveira é “menos grave” que o do senador Romero Jucá (PMDB-RR), flagrado em gravações de Sérgio Machado sugerindo um "pacto" para barrar a Operação Lava Jato. Em razão da repercussão negativa dos áudios, Jucá teve de deixar o comando do Ministério do Planejamento.

A exemplo do que fez no episódio que envolveu o ex-ministro do Planejamento, Temer pretende avaliar a repercussão política da conversa entre Renan Calheiros e o ministro da Transparência para decidir o futuro de Fabiano Silveira.

Na manhã desta segunda, o Sindicato Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle (Unacon Sindical) – entidade que representa os servidores da extinta Controladoria-Geral da União (CGU) e do Tesoureiro Nacional – cobrou, por meio de nota, a "exoneração imediata" do ministro da Transparência.

Além disso, servidores da pasta organizaram uma manifestação nesta segunda para pedir a saída de Silveira do comando do Ministério da Transparência. No ato, os funcionários da extinta CGU lavaram as escadas do prédio que abriga o órgão de combate à corrupção no governo federal.

Gravações

Cerca de três meses antes de assumir o Ministério da Transparência, Fabiano Silveira esteve em uma reunião na residência oficial de Renan Calheiros na qual a Operação Lava Jato foi amplamente discutida.

Participam da reunião, além de Sérgio Machado e Renan Calheiros, Bruno Mendes, advogado e ex-assessor do presidente do Senado, e Fabiano Silveira, que, à época, integrava o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

No encontro, relatou o ex-presidente da Transpetro aos investigadores, foram discutidas as providências e ações que ele estava pensando em relação à Operação Lava Jato.

No áudio, é possível entender que Fabiano Silveira orienta Renan e Sérgio Machado sobre como se comportar em relação à PGR. A qualidade do áudio é ruim, há varias pessoas na sala, mas é possível identificar as vozes do presidente do Senado, do ex-presidente da Transpetro, de Fabiano Silveira e de Bruno Mendes.

Comentarista destaca saída de bola, com Renato Augusto e Elias, na vitória por 2 a 0 sobre o Panamá, mas time poderia melhorar com o meia na vaga de Luiz Gustavo.

No único amistoso antes da estreia na Copa América, a seleção brasileira venceu o Panamá por 2 a 0, neste domingo, em Denver, nos Estados Unidos. Jonas e Gabriel marcaram os dois gols da partida. Na opinião do comentarista Roger Flores, a equipe de Dunga mostrou uma boa saída de bola no primeiro tempo e destacou que o técnico montou um time bastante ofensivo para a etapa final.

- Achei que a Seleção entrou com uma movimentação muito leve, invertendo o posicionamento dos jogadores pelos lados do campo, Willian e Philippe Coutinho. Acho que ele pode pedir mais. Renato Augusto e Elias também podem inverter de posicionamento com esses jogadores pelos lados. Gostei da saída de bola, quando Elias e Renato buscavam a bola nos pés dos zagueiros, para iniciar as jogadas com mais qualidade, e o Luiz Gustavo ficava mais à frente. Depois, ele veio com a modificação, com o Hulk, tirando o Luiz Gustavo. Renato Augusto e Elias eram os volantes. Era um time mais leve, de mais movimentação, com mais qualidade na saída de bola - disse o comentarista.

Roger Flores afirmou ainda que Dunga deveria usar essa formação mais ofensiva e sugeriu a entrada do meia Lucas Lima no lugar do volante Luiz Gustavo.

- Acho que o Lucas Lima tem que ser titular nessa equipe, no lugar do Luiz Gustavo. Começando com Elias e Renato Augusto ou Casemiro e Renato Augusto. O Renato Augusto tem que fazer essa função, mais recuado. E deixar o Lucas, que é um jogador mais organizador, de mais penetração, à frente. O Dunga sinaliza que pode ter essa alternativa. Não acredito que ele vá iniciar desse jeito. Mas pelo menos já mostrou que pode ter uma equipe mais ofensiva.

O comentarista Maurício Noriega acredita que o Panamá não criou grandes dificuldades para a seleção brasileira. Mesmo assim, destacou as atuações de Jonas, Philippe Coutinho e principalmente Daniel Alves, que considerou o melhor em campo.

- A gente tem que fazer o peso do teste, avaliando a qualidade do adversário. Não dá para imaginar que a Seleção, contra o Panamá, tivesse que se esforçar muito. Não precisou se esforçar muito. Mostrou boas condições de movimentação, soube fugir de jogadas violentas, evitou o jogo de confronto, de contato físico. Jonas foi bem, Philippe Coutinho foi bem. Gostei muito do Daniel Alves no segundo tempo, chamou a responsabilidade de ser o grande nome da Seleção. O Gabriel entrou com estrela, e o Lucas Lima entrou com movimentação. Acho que essas observações têm que ser feitas, para o time da estreia da Copa América.

A seleção brasileira estreia na Copa América no próximo sábado, contra o Equador, ao vivo no SporTV. Haiti e Peru são os outros adversários na primeira fase da competição.

Em seu primeiro jogo pela Seleção, atacante marca com apenas 10 minutos em campo e evidencia bom relacionamento com treinador. Briga por titularidade se acirra.

Mal a bola tocou a rede, e Gabriel correu em disparada. Não parou em companheiro algum; foi direto à linha lateral para dar um abraço em Dunga. Nos 10 primeiros minutos com a camisa da seleção brasileira principal, o atacante do Santos recompensou a confiança depositada pelo treinador e evidenciou a boa relação entre os dois. Mais: credenciou-se na briga pela titularidade do ataque na Copa América. 

- Como meu pai fala, tem que ter calma. É o que faço todo dia, não tem por que entrar em desespero - disse Gabriel, ao comentar sobre o momento do gol. 

Gabriel é aposta pessoal de Dunga. No dia da convocação, lembrou que não tinha informações tão favoráveis quanto ao comportamento do atacante, mas decidiu dar uma chance ao jogador – que já havia sido chamado para o lugar de Neymar nas eliminatórias em março. De fato, desde que se tornou peça-chave da seleção olímpica no fim do ano passado, o santista agrada à comissão técnica pela mudança de postura. 

Contra o Panamá, Gabriel entrou aos 17 minutos do segundo tempo. Começou aberto pela direita, com Hulk como centroavante, mas não deixou de aparecer na área. Por duas vezes, cruzamentos quase chegaram a ele. O oportunismo falou mais alto quando ele aproveitou sobra na área e bateu com categoria para deslocar o goleiro. Na reta final da partida, trocou de posição com o atacante do Zenit. 

A disputa com Jonas e Hulk

Apesar da boa atuação, Gabriel terá disputa forte pela vaga. Titular contra o Panamá, Jonas também aproveitou a chance e fez um gol. Dunga, a princípio, vê Hulk como a segunda alternativa, embora o jogador do Zenit não tenha convencido como camisa 9. O santista é visto como arma para jogar pelos lados, mas Dunga não descartou utilizá-lo na frente. 

- É um jogador de velocidade, chega com facilidade ao gol, de drible. Hoje, tentamos aproveitar como ele joga no Santos, alternando algum posicionamento na frente. Ele tem a característica de jogar nas três funções da frente, e a gente pode aproveitar dependendo do jogo - analisou Dunga. 

A vantagem de Gabriel é que, dos três concorrentes, é o de melhor qualidade técnica. Nos treinos de finalização ao longo da primeira semana, ele mostrou vasto repertório e teve bom aproveitamento. A fragilidade do Panamá serve como atenuante, mas de qualquer forma é um começo animador. 

Jonas e Hulk, porém, têm maior experiência. O primeiro, por exemplo, brigou até as últimas rodadas pela Chuteira de Ouro da Europa e vem de grande temporada no Benfica. O segundo é, do trio, o que tem mais partidas pela Seleção. 

Entretanto, Gabriel é xodó de Dunga. Fator importante para acreditar que o garoto, se mantiver o ritmo, pode virar o centroavante titular da Seleção. 

Após ter dois shows cancelados no ano passado por falta de público, a má fase ronda a carreira de Cláudia Leitte. Com menos apresentações marcadas para 2016, a loira não viu opções e pediu para que Ivete Sangalo a ajudasse arrumar algumas datas.

Portanto, um empresário baiano foi indicado por Sangalo que, de acordo com a jornalista Fabíola Reipert, só ajudou porque tem shows de sobra, já que está fazendo menos apresentações para poder cuidar do filho Marcelo.

Além disso, segundo o portal de notícias do MSN, a fase de Cláudia Leitte está tão delicada que até mesmo seu cachê caiu de 280 mil reais para 90 mil reais.

Quem Somos

A Radio Nocaute tem como principal meta, tocar os sucessos mais antigos em sua programação, não deixando é claro de tocar os sucessos da atualidade. Nossa programação é feita com 60% de músicas antigas. Trabalhamos com muito carinho para oferecer uma programação diferenciada aos nossos ouvintes.
Saiba mais

 

Nossa Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades e promoções em seu e-mail!

Siga-nos pelo Facebook