Esporte

Esportes

Uma derrota que, mais uma vez, castiga o Atlético. Este é o resumo do 2 a 1 para o Fluminense, nesta segunda-feira (21), no Maracanã. Os dois gols de Henrique Dourado para o Tricolor, na 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, aumentam o despero do alvinegro na competição mais importante do país. Desorganizado em campo, principalmente nos 45 minutos iniciais, o Galo foi pressionado pelos donos da casa e, graças ao camisa 1 Victor, não foi para o intervalo com derrota mais elástica do que o 1 a 0, gol marcado pelo artilheiro Henrique Dourado, personagem da noite. No segundo tempo, com a entrada de Valdívia na vaga de Roger Bernardo, o Atlético mostrou certa melhora. Na 15ª assistência de Cazares na temporada, o ex-jogador do Internacional aproveitou a tabela com o equatoriano e deixou tudo igual. Este, inclusive, foi o primeiro dele com a camisa preta e branca. Nos pés do "PokoPika", o time comandado por Rogério Micale quase chegou ao segundo gol. A bola, porém, raspou o travessão. Luan, de fora da área, também levou perigo à meta de Júlio César. Contudo, a ducha de água fria veio aos 43 minutos. Novamente com Henrique Dourado, mais uma vez de cabeça, os donos da casa pularam na frente do placar. O tento, que fez a torcida proferir palavras de baixo calão ao ex-xodó Fred, foi o 26º do atacante na temporada. Na próxima rodada, o Galo volta a campo para encarar a Ponte Preta. O duelo, marcado para domingo (27), será no Moisés Lucarelli, casa da equipe paulista. Com a derrota no Rio de Janeiro, o time mineiro caiu para a 13ª colocação da Série A, ficando a quatro pontos do Cruzeiro, arquirrival e sexto colocado (primeiro na faixa de clsasificação para a Libertadores), e a três do São Paulo, primeiro da zona de rebaixamento. Ficha Técnica: FLUMINENSE 2 X 1 ATLÉTICO Público: 9.248 pagantes Renda: R$ 237.240,00 Árbitro: Vinicius Goncalves Dias Araujo (SP) Auxiliares: Rogerio Pablos Zanardo (SP) e Herman Brumel Vani (SP) Cartões amarelos: Wendel (FLU) Luan e Fred (CAM) Gols: Henrique Dourado aos 37 minutos do primeiro tempo; Valdívia aos 11 e Henrique Dourado aos 42 minutos do segundo tempo FLUMINENSE - Júlio César, Lucas (Matheus Alessandro, aos 28 do 2º), Renato Chaves, Henrique e Léo; Orejuela, Marlon Freitas (Marcos Júnior, aos 29 do 2º), Wendel e Scarpa; Wellington Silva (Peu, aos 41 do 2º) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga ATLÉTICO- Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Bremer e Fábio Santos; Roger Bernardo (Valdívia, no intervalo), Yago, Elias e Cazares (Robinho, aos 41 do 2º); Luan e Rafael Moura (Fred, aos 25 do 2º). Técnico: Rogério Micale.

 

 

Fonte: Hojeemdia

Para o jogo do ano, o Atlético tinha que resolver todos os seus problemas de marcação, de falta de criatividade, movimentação ofensiva e de finalização. Mas era muita coisa para se dar conta em uma noite apenas. Alguns erros nem apareceram, até pela fragilidade e postura defensiva do adversário. E os quesitos principais, como superar retrancas e colocar a bola para dentro, mais uma vez, não aconteceram, e o Galo foi eliminado da Copa Libertadores da América. Em um confronto de oitavas de final teoricamente mais fácil, o alvinegro tropeçou em suas próprias pernas e ficou no 0 a 0 contra o Jorge Wilstermann, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, pelo jogo de volta das oitavas de final. O objetivo não alcançado de conquistar um grande título em 2017 frustrou a Massa, que lotou, incentivou o tempo todo e teve que voltar para casa com o gosto amargo da eliminação. Agora, os atleticanos torcem pelo fim do calvário no Brasileirão e, pelo menos, a conquista do G-6, para disputar o maior torneio das Américas no ano que vem. Já os bolivianos, que chegam pela primeira vez em sua história nas quartas de final, medirão forças contra o River Plate, da Argentina. Para seguir com o sonho do bicampeonato e reverter a vantagem do rival, tudo tinha que ser diferente do que o Atlético vinha apresentando nos últimos jogos. E o ambiente estava propício para isso. Uma linda festa com fogos de artifício para a entrada do time, uma torcida inflamada, cantando alto e a todo o momento, além do estádio Mineirão, palco das últimas grandes conquistas do alvinegro. Os jogadores, desde o início, mostraram a vontade de comprar a ideia e mudar o histórico recente. Primeiro, eles se aqueceram no gramado, o que nunca acontece. Depois, antes de a bola rolar, saudaram e aplaudiram os torcedores. Faltava só a postura diferente em campo. Porém, o alvinegro não conseguia imprimir uma grande pressão, ora pela retranca dos bolivianos, ora pela falta de movimentação e infiltração da parte ofensiva do Atlético. Quando criou, Cazares, Fred e Luan desperdiçaram, mantendo o placar zerado na primeira etapa. No segundo tempo, o Galo voltou com Valdívia no lugar de Adilson, deixando os donos da casa mais ofensivos. Consequententemente, o Jorge Wilstermann-BOL voltou ainda mais fechado, querendo segurar o empate. Os mineiros até criaram alguns espaços, mas com o embate se aproximando do fim, a ansiedade parecer ter tomado conta, e os cruzamentos para a área, principalmente da intermediária, impediram uma sorte melhor. O time saiu vaiado e agora precisa buscar forças para dar uma resposta à sua torcida.

 

 

Fonte: O Tempo

A série A do Campeonato Mineiro retorna só em 2018, mas o Democrata já começou a se preparar para a disputa. Diferente de outros anos, desta vez os trabalhos não começam anunciando contratações de nomes vindos de fora. A diretoria da Pantera lançou nesta quarta-feira, 26, projeto para revelar talentos da cidade e região, que devem compor o time profissional do ano que vem. Mais que uma preocupação com escalação, o clube tem como objetivo resgatar uma antiga fonte de renda, de quando o clube conseguia fazer a revelação e negociação de novos atletas. Para conseguir realizar esse projeto, o Democrata firmou parceria com os empresários Rafael Coelho e Fábio Leandro. O clube oferece as instalações e materiais esportivos, enquanto os empresários vão investir em novos talentos. -Está começando a reestruturação do Democrata, procuramos formar jogadores para que venham fazer parte da equipe e com isso trazer dividendos pra o Democrata, que terá uma porcentagem em caso de venda de atleta. Vamos buscar esses atletas fazendo peneiradas tanto em Valadares como em outras cidades da região como Aimorés, Conselheiro Pena, Mutum e outras. A nossa comissão técnica irá para essa cidades e fará lá os treinamentos, e os que forem selecionados ficarão num alojamento a ser alugado por nós - revelou o presidente do time, Astrogildo Valério. O nome escolhido para coordenar a seleção dos novos jogadores será Gilmar Estevam, que já defendeu a camisa do time e também atuou como técnico da equipe. Apesar de não estar confirmado como treinador para o Mineiro, ele aponta que existe essa possibilidade : -O Democrata sabe a dificuldade que tem sido contratar; a oportunidade com jogadores novos tem até custo menor quando o jogador é feito em casa, então temos essa preocupação de fazer um trabalho sério com eles com o intuito de aproveitá-los, seja na base ou no time profissional. Inicialmente faremos esse trabalho até novembro, quando terá eleição na diretoria, mas nossa intenção é poder dar continuidade e seguir após essa data. O empresário valadarense Rafael Coelho define a diferença dessa iniciativa em relação a outros anos: -Era sempre um projeto com validade, que acabava no fim do Campeonato. Mas agora vamos dar uma sequência. Nós resolvemos pegar essa empreitada porque Valadares está esquecida, de 2003 pra cá só vendeu três jogadores. Queremos resgatar o lugar que o time merece. Já o empresário Fábio Leandro, que também já jogou pelo Democrata, destaca que a intenção é fazer com que o clube volte a ter um calendário cheio ao longo do ano, tendo projetos permanentes. Ele diz que serão selecionados atletas entre 16 a 23 anos sem delimitar o número de jovens que serão selecionados, mas aponta que o clube quer ter atletas para compor as categorias juvenil, juniores e profissional. Durante o lançamento do projeto, alguns jovens da cidade tiveram a oportunidade de começar a mostrar do que são capazes. Eles fazem parte de um trabalho de base desenvolvido por Wander Santos, que é mais um ex-jogador da Pantera que vem reforçar a nova proposta do clube, atuando como treinador dos atletas que forem selecionados. -Precisamos de jogadores que vistam a camisa e tenham sangue alvinegro que faz a diferença, que sabe que está defedendo não só o clube, mas a família, os amigos, a cidade dele. Vamos fazer o Democrata voltar a ter brilho nos olhos – revelou o treinador. Para o meia-atacante Guilherme Martins, de 19 anos, esta é a oportunidade que até então faltava na cidade: -Aqui na cidade quem tem o sonho de ser jogador estava precisando de uma chance de mostrar seu potencial. Meu objetivo é estar no time que disputará o Mineiro do ano que vem, e vou fazer o possível para conseguir alcançar esse sonho.

 

 

Fonte: G1

Mesmo fora da disputa da Copa das Confederações, o Brasil foi lembrado duas vezes na cerimônia de encerramento da competição, em São Petersburgo, neste domingo (2). O país foi homenageado com danças típicas, por ser um dos campeões do torneio, e ainda teve Ronaldo entregando em campo com a taça que será entregue ao campeão mais tarde. Ronaldo percorreu o gramado nos instantes finais da cerimônia carregando o troféu que ficará com o Chile ou com a Alemanha, que decidirão a Copa das Confederações a partir das 15 horas (horário de Brasília) - mais cedo Portugal garantiu o terceiro lugar ao vencer o México por 2 a 1, na prorrogação. Antes da entrada do ex-atacante da seleção brasileira, a cerimônia reservou homenagens a todos os países que já foram campeões do torneio-teste da Copa do Mundo. O Brasil, por ser o maior campeão, com quatro títulos, recebeu a homenagem mais longa, na qual dançarinos usavam temáticas locais para lembrar o país. No caso brasileiro, o tema foi o carnaval. No começo da cerimônia, os russos lembraram referências nacionais da futura sede da Copa, como o balé e danças típicas. Além disso, o evento contou com a presença do mascote do Mundial. TITE - Presente na Rússia na reta final da Copa das Confederações, o técnico Tite lamentou mais uma vez não poder estar com a seleção na competição. "Eu me sinto um pouco fora. É diferente ver o jogo daqui [de cima]. Eu preferia estar ali, na beira do gramado", brincou o treinador, em entrevista ao canal Sportv. Tite e o coordenador de seleções da CBF, Edu Gaspar, apostaram em vitória do Chile na final deste domingo. Ambos estão na Rússia para acompanhar as partidas das semifinais e da final e também para escolher a futura sede brasileira na Copa de 2018. Nos últimos dias, eles visitaram diversas cidades, conheceram centros de treinamento e hotéis. "Temos muita coisa ainda a serem discutidas. Gostaria de definir isso o quanto antes", declarou Edu, sem estabelecer um prazo certo para a escolha da cidade.

 

 

Fonte: Hojeemdia

O Cruzeiro acabou com a sequência vitoriosa do Santos como mandante. Neste domingo, jogando na Vila Belmiro, o time comandado por Mano Menezes venceu por 1 a 0, interrompeu uma série de seis vitórias consecutivas dos donos da casa como mandantes e colou na ponta do Campeonato Brasileiro ao lado do Corinthians - ambos têm sete pontos e estão empatados em quase todos os critérios de desempate, mas os paulistas levam a melhor por ter menos cartões amarelos. Na próxima rodada do Brasileiro, o Santos terá o clássico contra o Corinthians. No sábado (3), o time de Dorival vai até a arena do rival, em duelo que será realizado às 19h (de Brasília). Já o Cruzeiro entra no campo do Mineirão no dia seguinte, no mesmo horário, para o segundo duelo desta semana com a Chapecoense. Isso porque, na quinta-feira, os times disputam a segunda partida das oitavas de final da Copa do Brasil, na Arena Condá - a Raposa venceu a primeira, por 1 a 0.

 

 

Fonte: G1

Página 1 de 3

Notícias mais lidas

Quem Somos

A Radio Nocaute tem como principal meta, tocar os sucessos mais antigos em sua programação, não deixando é claro de tocar os sucessos da atualidade. Nossa programação é feita com 60% de músicas antigas. Trabalhamos com muito carinho para oferecer uma programação diferenciada aos nossos ouvintes.
Saiba mais

 

Nossa Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades e promoções em seu e-mail!

Siga-nos pelo Facebook