Internacionais
Terça, 26 Julho 2016 19:04

Convenção Democrata vota indicação de Hillary nesta terça

Avalie este item
(0 votos)

O Partido Democrata vota nesta terça-feira (26) a indicação de Hillary Clinton como candidata à presidência dos Estados Unidos. O ex-presidente dos EUA e marido de Hillary, Bill Clinton, é um dos oradores mais esperados para o segundo dia da Convenção Nacional Democrata. Bill Clinton é considerado uma referência fundamental para os democratas e deverá levar muito peso à candidatura da esposa. Hillary já tem o número suficiente de delegados para garantir a vitória na votação que será realizada no Wells Fargo Center da Filadélfia. Dessa forma, deverá ser a primeira mulher indicada formalmente como candidata presidencial, tendo como vice o senador Tim Kaine. Começo difícil No primeiro dia da Convenção, o pequeno estádio Wells Fargo Center foi palco de um ensurdecedor duelo entre os seguidores de Hillary e os do senador Bernie Sanders. Quando a pastora Cynthia Hale, convocada para as orações de abertura dos trabalhos, pronunciou o nome de Hillary, foram claras as vaias seguidas de um intenso coro "Bernie, Bernie". Os delegados da ex-secretária de Estado fizeram sua parte e devolveram com um igualmente estrondoso "Hillary, Hillary". O partido chegou à Convenção Nacional profundamente dividido e em crise, após o escândalo pelo vazamento de e-mails da direção do partido durante as prévias. A secretária do Comitê Nacional Democrata e prefeita da cidade de Baltimore, Stephania Rawlings Blake, encarregou-se de abrir os trabalhos da convenção, já que a presidente do partido, a representante Debbie Wasserman Schultz (Flórida), renunciou no domingo. Instantes depois do início da convenção, o Comitê Nacional do Partido Democrata pediu desculpas a Sanders por comentários sobre sua campanha. Na sexta-feira, o vazamento na plataforma WikiLeaks de quase 20.000 e-mails privados de lideranças do partido mostrou como beneficiaram a campanha de Hillary Clinton e até discutiram formas de prejudicar Sanders. "Em nome de todos os integrantes do Comitê Nacional, queremos apresentar nosso profundo e sincero pedido de desculpas ao senador Sanders, a seus seguidores e a todo o Partido Democrata, pelos imperdoáveis comentários feitos nos e-mails", diz o comunicado. De acordo com a nota, o partido "não tolera, nem vai tolerar linguagem desrespeitosa" com os candidatos. Durante as prévias eleitorais, Sanders, que se autointitula um socialista democrático, protagonizou uma disputa inesperadamente apertada com a ex-primeira-dama, estimulando eleitores jovens e liberais com seus clamores para conter Wall Street e erradicar a desigualdade de renda. Pessoas ligadas a Hillary Clinton sugeriu que os hackers russos, que teriam roubado as mensagens, fizeram isso "para ajudar Donald Trump". O FBI (a Polícia Federal americana) anunciou que "está trabalhando para determinar a natureza e o alcance" do ciberataque dos servidores de e-mail do Comitê Nacional Democrata.

 

Fonte:  G1

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Notícias mais lidas

Quem Somos

A Radio Nocaute tem como principal meta, tocar os sucessos mais antigos em sua programação, não deixando é claro de tocar os sucessos da atualidade. Nossa programação é feita com 60% de músicas antigas. Trabalhamos com muito carinho para oferecer uma programação diferenciada aos nossos ouvintes.
Saiba mais

 

Nossa Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades e promoções em seu e-mail!

Siga-nos pelo Facebook