Polícia
Rádio Nocaute - Itens filtrados por data: Outubro 2016

As fortes chuvas que atingem o Leste de Minas Gerais fizeram com que o prefeito de Itueta (MG), Cláudio Borchadt (DEM), ficasse ilhado em um povoado da zona rural da cidade onde vive. Na manhã desta quinta-feira (24), a Defesa Civil da cidade informou que todos os acessos ao local estão obstruídos. Ainda de acordo com o órgão, as seis pontes do local, que ligam o distrito de Quatituba à Vila Neitzel, cederam ou foram arrastadas pela água dos córregos que passam pela zona rural. O local é uma comunidade alemã, com aproximadamente 300 moradores. Carlos Borchadt ocupa a vaga deixada por Orestes Baldon (DEM), que morreu em 2013; na ocasião, Borchadt era vice-prefeito do município. Além da vila, toda a zona rural do município foi afetada pelas consequências das chuvas, e cerca de 1500 pessoas estão ilhadas. Segundo o coordenador da Defesa Civil, e também secretário municipal de infraestrutura da cidade, Leandro Santos Campos, 24 casas foram danificadas pelas chuvas e por quedas de barreiras na cidade, seis delas só no distrito de Quatituba; cerca de 50 pessoas foram levadas para abrigos comunitários. Apesar dos estragos, não há registro de feridos. Ainda segundo a Defesa Civil, o município está sem o abastecimento de água, devido a um problema na adutora da cidade, mas informou também o problema já está sendo solucionado. A prefeitura da cidade decretou estado de emergência no dia 19 deste mês, devido às chuvas que atingem a região desde sexta-feira (18). O órgão disse ainda que os moradores das regiões atingidas precisam de doações de alimentos e água.

 

 

Fonte: G1

Publicado em Regionais

Os deputados estaduais do Paraná liberaram a visita de animais de estimação em hospitais. A votação ocorreu na sessão desta quarta-feira (23) na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), em Curitiba. A decisão do Legislativo derrubou um veto de Executivo. Trinta e dois deputados votaram contra o veto e sete a favor. O projeto de lei do deputado Hussein Bakri (PSD) permite a visita de animais domésticos e de estimação em hospitais privados, públicos contratados, conveniados e cadastrados no Sistema Único de Saúde (SUS) instalados no estado. O Governo do Paraná havia proibido as visitas por considerar que a humanização da Saúde é um processo contínuo e que as insitituições da Saúde seriam afetadas nas normas de vigilância sanitária e nos custos. Entretanto, Hussein Bakri justificou que a atividade terapêutica acompanhada por animais está dentro das práticas humanizadas incentivadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A proposta prevê que cada estabelecimento médico crie normas para a entrada dos animais de estimação para a visitação dos pacientes. Cachorros devem usar coleira e, quando necessário, enforcador e focinheira. Além disso, a vacinação atualizada e a higienização vão ser exigidas. A partir de agora, o projeto retoma ao Executivo para ser promulgado. Caso o governador Beto Richa (PSDB) se recuse a fazê-lo, a proposta volta para a Alep, sendo a promulgação feita pelo presidente da Casa, o deputado Ademar Traiano (PSDB), de acordo com a Assembleia.

 

 

Fonte: G1

Publicado em Nacionais

Um cenário de desolação é visto em Nicolândia, distrito que fica a cerca de 50 km de Resplendor. Casas desabadas e entulhos nas ruas são o resultado de uma tromba d'água que atingiu o local na noite da última sexta-feira (18), quando cinco pessoas desapareceram na enxurrada que tomou conta do local. Até a tarde deste domingo (20), três corpos já haviam sido encontrados. Duas mulheres, de 64 e 46 anos, permanecem desaparecidas. “A primeira ação foi de busca das pessoas dadas como desaparecidas; cinco pessoas, e até o momento foram encontrados três corpos, dois permanecem desaparecidos. Nós iniciamos as buscas nas casas e na área próxima. Foi um trabalho lento, onde a gente foi tirando os escombros, a estrutura colapsada da casa, tivemos que retirar isso aqui para saber se acessava o corpo em algum lugar do imóvel. Assim que a gente zerou as buscas nas casas, aí foi dado sequência ao longo do leito do rio”, informa o comandante do 6º Batalhão do Corpo de Bombeiros, Major Fernando Augusto. A dona de casa, Maria de Lourdes Damasceno, é filha de uma das vítimas da tragédia. Ela estava na casa que morava com o pai, o aposentado Hildo Damasceno, de 73 anos, quando a água arrastou os dois para fora de casa. “Foi muito rápido, eu estava preparando para dormir quando a água veio. Estava com o meu pai, que foi carregado pela água ainda na cama, deitado do colchão. Eu tentei salvá-lo, mas não consegui. Estava no meio do córrego, quando consegui agarrar numa árvore e sair do rio, mas meu pai tinha a saúde muito debilitada, ele não conseguiu”, recorda Maria de Lourdes. Hernanda Gomes também perdeu o pai, Hermindo Gomes, de 64 anos, na enxurrada. Ela mora em uma cidade vizinha e veio para Nicolândia neste sábado para ajudar nas buscas. A madrastra dela, esposa de Hermindo, ainda permanece desaparecida. “Fiquei sabendo pela internet, às três da manhã. Levantei e meu esposo me trouxe aqui, nem esperei o dia amanhecer, e lá em casa também tava cheio de água. Eu estou triste porque ainda não liberaram o corpo do meu pai, mas falaram que vai liberar, taí desde sexta que ele faleceu. Estou preocupada ainda com a minha madrasta, que está desaparecida, e com o outro casal que desapareceu, que eram amigos nossos”, desabafa Hernanda. Além dos três mortos e dos dois desaparecidos, o distrito sofreu grandes perdas materiais. Segundo a Defesa Civil, 73 casas foram atingidas pela tromba d´água, deixando 152 pessoas desalojadas; outras 42 casas foram totalmente destruídas, resultando em 127 pessoas desabrigadas, no distrito de aproximadamente 1.600 pessoas. O aposentado Antônio José Marle, de 68 anos, mora em Resplendor, mas tem uma casa em Nicolândia, que era o seu sonho de uma aposentadoria tranquila. Na manhã deste domingo ele chegou para conferir os danos: “Eu perdi, não vou dizer que perdi tudo, mas perdi muito. Tava reformando para ficar mais tranquilo. No mesmo dia eu fiquei sabendo, mas ontem tava muito danificado e decidi esperar. Estou chegando agora. Esse sonho continua, vamos reconstruir tudo”. A Defesa Civil já atua junto com o município de Resplendor na elaboração de decreto para facilitar as obras de limpeza e posterior reconstrução da cidade. Segundo o diretor de emergência, tenente Sandro Brágio, a decisão sobre um decreto de situação de emergência ou de calamidade pública depende da avaliação dos danos no local. “As primeiras medidas foram de ajuda humanitária, a partir de agora começa a reconstrução do distrito, lavagem de ruas, limpeza das casas. Estamos providenciando o decreto para posteriormente para o Estado homologar e enviar para a União reconhecer. Em posse disso, o município terá alguns benefícios que a decretação oferece, tais como recursos financeiros e poder realizar compras sem certas regras de licitação”, conclui o tenente.

 

 

Fonte: G1

Publicado em Regionais

Um homem contratado para fazer sexo com adolescentes e viúvas como parte de um ritual de "purificação sexual" foi considerado culpado nesta semana no Malaui. Eric Aniva é soropositivo e não dizia isso às famílias que contratavam seus "serviços". Ele foi condenado em uma corte do distrito de Nsanje, no sul do país, por manter relações sexuais desprotegidas com viúvas que tinham acabado de perder os maridos. Considerada uma "limpeza", a prática foi proibida no Malaui há alguns anos. Um "hiena", como são chamados os homens pagos para garantir a "purificação sexual" feminina em vilarejos do Malaui, Aniva admitiu em entrevista à BBC, em julho, que fez sexo com mais de 100 mulheres e meninas sem revelar sua condição de HIV positivo. A reportagem levou o presidente do país, Peter Mutharika, a ordenar sua prisão. O presidente queria que Aniva fosse julgado por fazer sexo com menores de idade, mas nenhuma das adolescentes se apresentou para depor. Em vez disso, Aniva foi julgado por "prática cultural nociva", ato descrito na Lei de Igualdade de Gênero do Malaui, que pune as relações sexuais com viúvas recentes para fins de "purificação". Duas mulheres testemunharam contra ele. O "hiena" receberá a sentença em 22 de novembro. A pena mais provável é de cinco anos de prisão. Uma assistente social do distrito de Nsanje, onde vive Aniva, disse que a maioria dos moradores era contra o julgamento, por considerarem o "trabalho" dele como parte de uma tradição. Aniva foi tema de uma reportagem da BBC sobre práticas de limpeza sexual no Malaui. Depois da publicação, o caso atraiu atenção da imprensa internacional. O ritual Em algumas regiões remotas no sul do país, é comum que os pais de meninas paguem por sexo com um homem quando elas chegam à puberdade. A prática não é vista pelos mais velhos como estupro, mas como um ritual de "limpeza". Depois de sua primeira menstruação, as meninas são obrigadas a manter relações sexuais durante três dias para marcar a passagem da infância à vida adulta. Caso se oponham, acredita-se que uma doença ou alguma tragédia fatal possa atingir as suas famílias ou até a comunidade toda. Aniva é um dos mais conhecidos "hienas" da região. "Muitas das pessoas com quem fiz sexo são meninas em idade escolar", ele disse à BBC. "Algumas meninas têm 12 ou 13 anos, mas prefiro as mais velhas. Todas essas meninas sentem prazer comigo. Elas ficam orgulhosas e dizem a outras pessoas que sou homem com H, que sei como dar prazer a uma mulher". No entanto, muitas adolescentes que o repórter da BBC Ed Butler entrevistou no vilarejo de Aniva demonstraram aversão à prática. Uma jovem contou que todas as suas amigas tiveram que fazer sexo com um 'hiena'. "Tive de me submeter para o bem dos meus pais", disse uma delas, chamada Maria. "Se me recusasse, a minha família poderia ser vítima de doenças - e até morrer - então fiquei apavorada". Além de adolescentes e viúvas, os rituais também incluem mulheres que passaram por um aborto. Aniva posa com tubérculo que diz melhorar o seu desempenho sexual 'Aposentado' Em julho, Aniva disse ao repórter da BBC que tinha duas mulheres, as quais estavam cientes da sua profissão. Ele contou ter cinco filhos legítimos, mas não soube dizer quantas mulheres talvez tivesse engravidado. Aniva relatou também que era um dos dez "hienas" da comunidade, e que todo vilarejo do distrito de Nsanje tem um. Os homens recebem de US$ 4 a U$ 7 (R$ 17,20 a R$ 23,10) pelo "serviço". A tradição diz que não se pode usar proteção durante a relação sexual com um "hiena". As meninas acreditam que, por ser escolhido em razão de suas boas maneiras, o homem estaria imune ao vírus HIV, que transmite a Aids. Obviamente, o HIV ameaça essas comunidades. Segundo a ONU, um em cada dez malauianos é infectado pelo vírus. Quando disse à BBC que era soropositivo, Aniva logo mudou o tom, descreveu então o repórter Ed Butler. Em vez de se vangloriar, disse que andava fazendo menos "purificações". "Ainda faço alguns rituais aqui e ali", afirmou. "Estou me aposentando". 

 

 

Fonte: G1

Publicado em Internacionais

“Morrer seria um alívio”. O desabafo é do carpinteiro Manoel de Oliveira, de 58 anos, que sofre com a perda de memória recente. Em Bujari, a 22 km de Rio Branco, onde foi acolhido por uma família há 10 anos, todos o conhecem como “Seu Bagdá” ou “poeta sem chance”. Entre os esquecimentos e alguns lapsos de consciência, Oliveira não consegue lembrar de algumas coisas mais recentes. Ele não sabe onde está e nem como foi parar no Acre. Devido ao problema, é difícil saber a cronologia da história do aposentado. As poucas coisas de que lembra são os nomes das três filhas, o endereço onde morava em São Paulo e que morou em Bagdá durante um tempo enquanto exercia o trabalho de carpinteiro para uma empresa do Brasil. Por isso, foi apelidado com o nome da cidade. As memórias mais antigas não são problema para o poeta. Ele conta que estudou somente até a 4ª série e que aprendeu a falar três línguas - inglês, árabe e espanhol - através de suas andanças pelo mundo. "O corpo está bom para trabalhar, o problema está na cabeça. Nem sei quanto tempo estou sem trabalhar. Na verdade, nem sei onde estou. Eu sei o que está acontecendo agora, depois o passado se apaga”, explica. 

Apaixonado por poesia, o aposentado se diz repentista e gosta de, no improviso, declamar versos. O diretor do Hospital de Saúde Mental do Acre (Hosmac), o psiquiatra Marcos Araripe, explica que é preciso uma avaliação para confirmar o diagnóstico da doença com ressonância magnética do crânio e exame laboratorial. Mas, destaca que há duas possibilidades. “Existem duas doenças que causam esses sintomas. O Alzheimer, que se caracteriza com o quadro da perda da memória recente e lembra de fatos passados ou a demência devido ao abuso do álcool. O tratamento é medicamentoso”, explica.

Sem documentos, Oliveira foi acolhido por uma família há cerca de 10 anos. A dona de casa Maria das Dores, de 64 anos, conta que o conhecido Bagdá e seu marido trabalharam juntos em uma fazenda em Assis Brasil. Eles conhecem o aposentado há cerca de 15 anos, segundo a dona de casa. “O Manoel era bom e trabalhava de peão com o meu marido. Eles faziam tudo na fazenda. Mas, ele sempre gostou de tomar cachaça. Às vezes, quando bebia muito, ele desaparecia e a gente ia procurá-lo. Mas, ele era bonzinho”, conta. 

Neste momento, Oliveira interrompe e, bem humorado, corrige a amiga que o acolheu. “Eu ainda sou bom, a memória é que é falha”, brinca. Maria das Dores conta que após uma temporada em Assis Brasil, o marido decidiu ir morar em Boca do Acre (AM) e perdeu o contato com Oliveira. “A gente sabia que ele tinha sido internado em um centro de reabilitação por conta da bebida. Mas, ele fugiu”, relembra. Ao chegar em Boca do Acre, Oliveira também passou um tempo na Vila Céu do Mapiá, uma comunidade daimista que fica na divisa entre os municípios de Boca do Acre e do Pauini, no Amazonas. A comunidade recebe a visita de muitos estrangeiros e, segundo a dona de casa, Oliveira ajudava como tradutor. Até que um dia, Maria das Dores e o marido descobriram que o carpinteiro estava perdido e alegava não saber mais onde estava. “Um dia, o filho do meu marido estava passando por um local e encontrou o Manoel dizendo que não sabia onde estava. Mas, ele lembrava do meu marido”, revela.

Nesse mesmo dia, a dona de casa e o marido resolveram “adotar” o aposentando, mas acreditavam que a perda de memória seria passageira. “A gente achava que seria um lapso e, como meu marido o tinha como irmão, pediu que a gente cuidasse dele. Mas, até hoje ele está com a gente e não consegue lembrar de nada”, lamenta.

A história do conhecido “Seu Bagdá” ou “poeta sem chance” ganhou repercussão quando o policial militar Joabes Guedes postou uma prévia da história em seu perfil no Facebook. A postagem teve quase 200 compartilhamentos. “Vez ou outra ele dorme no banco do posto da PM e o levamos para casa”, conta. Porém, a procura pela família de Oliveira é mais antiga. Morando em uma cidade com pouco mais de 8 mil habitantes, o poeta é velho conhecido dos moradores. E foi há dois meses que Natalina Lima, na época secretária de assistente social da cidade, iniciou as buscas pela família de Oliveira. Ela gravou um vídeo onde ele falava as poucas coisas que lembrava, como o endereço, nome da ex-mulher e das três filhas. Natalina entrou em contato com o Centro de Referência da Assistência Social da prefeitura de São Paulo e obteve a resposta do que procurava nesta quarta-feira (16), mesma data em que a história de “Bagdá” foi publicada no Facebook. “Em setembro mandei e-mail e a primeira resposta foi que não tinha encontrado ninguém. Já neste segundo e-mail, me passaram o relatório completo com os nomes das filhas e os contatos”, explica. Oliveira para por muitas vezes e se concentra em cada frase. E parece tentar força a memória para lembrar de algo. Ao final, sempre completa: “É uma situação mesquinha que não desejo para ninguém”, destaca.

Andarilho pelas ruas de Bujari, Olivera conta que gosta de andar para ver se “as coisas se encaixam”. Das filhas, ele tem a lembrança de todas pequenas. A história concreta do carpinteiro foi um mistério até mesmo para o casal que o acolheu por uma década. Parte da história pôde ser revelada pela ex-mulher do aposentando. Maria Aparecida tem 49 anos e conta que Oliveira sempre teve problemas com o álcool. “Ele bebia muito e, com três filhas pequenas, acabei separando dele. Foi quando ele foi embora com um amigo dizendo que iria para um garimpo”, conta. O único documento que o carpinteiro tem hoje é uma folha com alguns dados dele que foi tirada na Polícia Civil em 2004 para que ele pudesse receber a aposentadoria. Nem ele mesmo sabe o que aconteceu com os documentos. 

Maria Aparecida diz que ainda é casada no papel com o aposentado. Durante esses quase 30 anos sem ter notícias de Oliveira, ela revela que sempre foi cobrada pelas três filhas para saber onde o pai estava. “Eu perguntava para os irmãos dele, mas foram quase 30 anos sem saber notícias”, 

O desafio agora, após a procura pelo pai, é achar uma forma de levá-lo até São Paulo. As filhas do aposentando são humildes e ainda buscam uma forma de revê-lo. “A gente não tem condições financeiras. Mas, todos esses anos foram marcados por uma sensação muito ruim porque, para mim e para minhas irmãs, ele estava morto. Não vejo a hora de ver meu pai e agora os dias passam como se fossem anos. Tudo que a gente quer é trazer ele para podermos cuidar melhor e recuperar o tempo perdido”, finaliza.

 

 

Fonte: G1

 

Publicado em Nacionais

Fortes chuvas causaram estragos em várias regiões do municipio de Resplendor na região leste de Minas Gerais. No patrimonio do horácio as chuvas fortes cairam por mais ou menos 02 (Duas ) horas. No distrito da Vila Calixto choveu forte por mais ou menos 01 ( Uma) hora. A chuva forte que cai também no distrito de Nicolândia, deixou moradores desabrigados na manhã deste sábado (19). Segundo a Defesa Civil, o corpo de um cadeirante foi localizando em meio aos escombros de uma casa que foi arrastada pela enxurrada. O Corpo de Bombeiros foi acionando para socorrer as famílias desabrigadas, mas, segundo os militares, o acesso ao distrito está difícil, devido a queda de uma ponte que dá acesso ao vilarejo. A Defesa Divil informou ainda que cerca de 60% dos moradores do distrito, de aproximadamente 1600 habitantes, estão desabrigados.

 

Fonte: Rádio  Nocaute

Publicado em Regionais

Donald Trump cumprirá com sua promessa de deportar milhões de imigrantes sem documentos dos Estados Unidos, afirmou o presidente eleito em uma entrevista que será transmitida neste domingo (13) no programa "60 Minutes" da rede "CBS". Segundo Trump, até 3 milhões de pessoas serão deportadas depois que ele assumir o cargo. Em outro trecho da entrevista, Trump falou de sua proposta de construir um muro na fronteira com o México. Ele afirmou que algumas áreas da prometida divisão poderão ser erguidas usando cercas. 11 milhões de imigrantes ilegais Durante a campanha à presidência dos EUA, Trump prometeu banir os muçulmanos e expulsar todos os imigrantes ilegais que já estão nos EUA, cerca de 11 milhões de pessoas, afirmando que aqueles que comprovarem ser "boas pessoas" serão aceitos de volta de forma legal. "O que iremos fazer é pegar essa gente que é criminosa e tem fichas criminais, membros de gangues, traficantes, que totalizam 2, talvez 3 milhões. E vamos tirá-los do país ou fazer com que sejam presos", declarou Trump em um trecho veiculado da entrevista à "CBS". O presidente eleito dos EUA também afirmou que "depois que a fronteira estiver segura", oficiais da imigração irão fazer uma determinação sobre as pessoas que são "fantásticas". Muro na fronteira Outra proposta polêmica de Trump foi a defesa da construção de um muro na fronteira com o México para impedir a entrada de imigrantes nos EUA. No dia em que apresentou sua candidatura, ele disse: "Quando o México manda gente para os EUA, eles não estão mandando os melhores... Eles estão mandando pessoas que têm muitos problemas e estão trazendo esses problemas para nós. Eles estão trazendo drogas, estão trazendo crime, estão trazendo estupradores, e, alguns, presumo, são boas pessoas". Na entrevista à "CBS", Trump comentou que aceitaria usar cercas ao invés de muro "em algumas áreas", mas que em outras "um muro é mais apropriado. Sou muito bom nisso. Chama-se construção. Pode haver algumas cercas". Outras propostas feitas pelo republicano foram o fim do "Obamacare" (programa de saúde criado por Obama), o aumento dos impostos de empresas que deixarem o país e a ampliação dos poderes dos donos de armas que querem se defender.

 

Fonte: G1

Publicado em Internacionais

Claudia Leitte entrou com recurso contra a decisão do Ministério da Cultura (MinC) de que sua empresa devolva R$ 1,2 milhão aos cofres públicos. O MinC diz que a verba para a realização de shows através da Lei Rouanet foi usada de forma irregula. Sua produtora, Ciel, não teria cumprido regras legais de distribuição e venda de ingressos dos shows. A exigência da devolução foi publicada no Diário Oficial da União no dia 20 de outubro. A cantora tinha 10 dias para decidir entre duas opções previstas na Lei Rouanet: recorrer da decisão ou iniciar o pagamento, dividido em até 12 parcelas. O assessor de imprensa de Claudia Leitte informou que ela já enviou o pedido de recurso e negou as irregularidades. A assessoria do MinC diz que os documentos com o pedido ainda não chegaram à pasta, mas que irá aceitar caso eles tenham sido postado nos Correios antes do prazo legal. Não há limite de tempo para a análise do recurso, informou a assessoria. O MinC explicou que as contas foram reprovadas pois a turnê não realizou ações de "democratização de acesso", que são exigidas pela lei e necessárias para ter um projeto apoiado. A produtora vendeu entradas mais caras do que foi acordado e não provou a distribuição de 8,75% de ingressos combinados a alunos de escolas públicas e entidades de assistência social. Esta distribuição gratuita foi prometida no projeto ao MinC. Além disso, o MinC diz que os produtores não enviaram as informações sobre bilheteria e público do show realizado em Cuiabá, um dos doze que tiveram apoio da Lei Rouanet no projeto aprovado em 2013. A cantora conseguiu captar R$ 1,2 milhão de um total autorizado de R$ 5,8 milhões. Agora, com correção monetária, a devolução cobrada é de R$ 1.274.129,88. O projeto previa a venda de ingressos de R$ 35 a R$ 70, segundo o plano de distribuição enviado pela Ciel. O MinC diz que os ingressos mais caros foram vendidos em Picos (PI) e em Ponta-Porã (MS), mas não informa qual foi o valor cobrado. A assessoria de Claudia Leitte já havia indicado que entraria com o recurso. "Todos os eventos do projeto foram realizados e devidamente comprovados ao MinC. Estamos averiguando os motivos da reprovação da prestação de contas junto ao MinC e informamos ainda que entraremos com recurso, pois a Ciel está apta a comprovar a realização dos eventos, bem como a distribuição dos ingressos", informou em nota no dia 21 de outubro. Questionada pelo G1, ela não deu mais detalhes sobre o que teria levado o MinC a indicar as irregularidades nos ingressos e na cota gratuita e quais são as justificativas do recurso enviado. Na página do projeto no site do MinC, a Ciel mostra notas fiscais que indicam o pagamento dos serviços relativos à verba captada para realizar os shows. "Tal comprovação não é suficiente para aprovar as contas pois o objeto pactuado não foi atingido devido ao descumprimento da democratização de acesso, que é uma das finalidades da lei", diz o MinC.

 

 

Fonte: G1

Publicado em Música

A explosão de um carro-bomba deixou oito mortos e mais de 100 feridos nesta sexta-feira (4), em Diarbaquir, a capital das zonas curdas da Turquia. As autoridades atribuíram o ataque à guerrilha do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK). A ação aconteceu horas depois que as autoridades detiveram ao menos 12 parlamentares em um inquérito sobre terrorismo, de acordo com a Associated Press (AP). Entre os detidos estão Selahattin Demirtas e Figen Yüksekdag, que dirigem juntos o Partido Democrático dos Povos (HDP). As prisões fazem parte dos expurgos lançados pelo governo desde o golpe de Estado frustrado de julho e que atinge em cheio os setores pró-curdos.A explosão aconteceu cerca de 200 metros de uma prisão e de uma delegacia de polícia e afetou vários carros e casas em uma área de um quilômetro quadrado, segundo o gabinete do governador de Diarbaquir, informou a agência Efe. O primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, afirmou que entre os mortos estão policiais e civis. Entre os feridos, sete permaneceram internados, segundo a AP. A detenção dos líderes curdos aumenta preocupações entre aliados do Ocidente sobre uma repressão mais profunda contra dissidentes do presidente Tayyip Erdogan, segundo a Reuters. As prisões, que gerou condenação imediata da União Europeia. A chefe de política externa da UE, Federica Mogherini, disse em publicação no Twitter que está "extremamente preocupada" com as prisões e disse ter convocado encontro com embaixadores da UE em Ancara. Berlim anunciou, por sua vez, que convocou o encarregado de negócios turco, segundo a France Presse.

 

 

 

Fonte: G1

Publicado em Internacionais

Dois criminosos incendiaram um ônibus particular em Ipaba (MG), na noite dessa quinta-feira (03). Segundo a Polícia Militar, além de incendiar o veículo, os autores também deram ordem para que os moradores não saíssem de suas casas. Ninguém se feriu. Ainda de acordo com a PM, o fogo destruiu todo ônibus, danificou a rede elétrica da Cemig, um telefone público e atingiu também um comércio, que fica próximo ao local onde o veículo estava estacionado. As chamas foram controladas pelo Corpo de Bombeiros. Após o crime, eles fugiram em uma motocicleta e ainda não foram presos. A proprietária do ônibus esteve no local e disse que o veículo prestava serviço para uma empresa de celulose do Vale do Aço.

 

 

Fonte: G1

Publicado em Regionais

Notícias mais lidas

Quem Somos

A Radio Nocaute tem como principal meta, tocar os sucessos mais antigos em sua programação, não deixando é claro de tocar os sucessos da atualidade. Nossa programação é feita com 60% de músicas antigas. Trabalhamos com muito carinho para oferecer uma programação diferenciada aos nossos ouvintes.
Saiba mais

 

Nossa Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades e promoções em seu e-mail!

Siga-nos pelo Facebook