Ver todas Notícias

Donald Trump cumprirá com sua promessa de deportar milhões de imigrantes sem documentos dos Estados Unidos, afirmou o presidente eleito em uma entrevista que será transmitida neste domingo (13) no programa "60 Minutes" da rede "CBS". Segundo Trump, até 3 milhões de pessoas serão deportadas depois que ele assumir o cargo. Em outro trecho da entrevista, Trump falou de sua proposta de construir um muro na fronteira com o México. Ele afirmou que algumas áreas da prometida divisão poderão ser erguidas usando cercas. 11 milhões de imigrantes ilegais Durante a campanha à presidência dos EUA, Trump prometeu banir os muçulmanos e expulsar todos os imigrantes ilegais que já estão nos EUA, cerca de 11 milhões de pessoas, afirmando que aqueles que comprovarem ser "boas pessoas" serão aceitos de volta de forma legal. "O que iremos fazer é pegar essa gente que é criminosa e tem fichas criminais, membros de gangues, traficantes, que totalizam 2, talvez 3 milhões. E vamos tirá-los do país ou fazer com que sejam presos", declarou Trump em um trecho veiculado da entrevista à "CBS". O presidente eleito dos EUA também afirmou que "depois que a fronteira estiver segura", oficiais da imigração irão fazer uma determinação sobre as pessoas que são "fantásticas". Muro na fronteira Outra proposta polêmica de Trump foi a defesa da construção de um muro na fronteira com o México para impedir a entrada de imigrantes nos EUA. No dia em que apresentou sua candidatura, ele disse: "Quando o México manda gente para os EUA, eles não estão mandando os melhores... Eles estão mandando pessoas que têm muitos problemas e estão trazendo esses problemas para nós. Eles estão trazendo drogas, estão trazendo crime, estão trazendo estupradores, e, alguns, presumo, são boas pessoas". Na entrevista à "CBS", Trump comentou que aceitaria usar cercas ao invés de muro "em algumas áreas", mas que em outras "um muro é mais apropriado. Sou muito bom nisso. Chama-se construção. Pode haver algumas cercas". Outras propostas feitas pelo republicano foram o fim do "Obamacare" (programa de saúde criado por Obama), o aumento dos impostos de empresas que deixarem o país e a ampliação dos poderes dos donos de armas que querem se defender.

 

Fonte: G1

Claudia Leitte entrou com recurso contra a decisão do Ministério da Cultura (MinC) de que sua empresa devolva R$ 1,2 milhão aos cofres públicos. O MinC diz que a verba para a realização de shows através da Lei Rouanet foi usada de forma irregula. Sua produtora, Ciel, não teria cumprido regras legais de distribuição e venda de ingressos dos shows. A exigência da devolução foi publicada no Diário Oficial da União no dia 20 de outubro. A cantora tinha 10 dias para decidir entre duas opções previstas na Lei Rouanet: recorrer da decisão ou iniciar o pagamento, dividido em até 12 parcelas. O assessor de imprensa de Claudia Leitte informou que ela já enviou o pedido de recurso e negou as irregularidades. A assessoria do MinC diz que os documentos com o pedido ainda não chegaram à pasta, mas que irá aceitar caso eles tenham sido postado nos Correios antes do prazo legal. Não há limite de tempo para a análise do recurso, informou a assessoria. O MinC explicou que as contas foram reprovadas pois a turnê não realizou ações de "democratização de acesso", que são exigidas pela lei e necessárias para ter um projeto apoiado. A produtora vendeu entradas mais caras do que foi acordado e não provou a distribuição de 8,75% de ingressos combinados a alunos de escolas públicas e entidades de assistência social. Esta distribuição gratuita foi prometida no projeto ao MinC. Além disso, o MinC diz que os produtores não enviaram as informações sobre bilheteria e público do show realizado em Cuiabá, um dos doze que tiveram apoio da Lei Rouanet no projeto aprovado em 2013. A cantora conseguiu captar R$ 1,2 milhão de um total autorizado de R$ 5,8 milhões. Agora, com correção monetária, a devolução cobrada é de R$ 1.274.129,88. O projeto previa a venda de ingressos de R$ 35 a R$ 70, segundo o plano de distribuição enviado pela Ciel. O MinC diz que os ingressos mais caros foram vendidos em Picos (PI) e em Ponta-Porã (MS), mas não informa qual foi o valor cobrado. A assessoria de Claudia Leitte já havia indicado que entraria com o recurso. "Todos os eventos do projeto foram realizados e devidamente comprovados ao MinC. Estamos averiguando os motivos da reprovação da prestação de contas junto ao MinC e informamos ainda que entraremos com recurso, pois a Ciel está apta a comprovar a realização dos eventos, bem como a distribuição dos ingressos", informou em nota no dia 21 de outubro. Questionada pelo G1, ela não deu mais detalhes sobre o que teria levado o MinC a indicar as irregularidades nos ingressos e na cota gratuita e quais são as justificativas do recurso enviado. Na página do projeto no site do MinC, a Ciel mostra notas fiscais que indicam o pagamento dos serviços relativos à verba captada para realizar os shows. "Tal comprovação não é suficiente para aprovar as contas pois o objeto pactuado não foi atingido devido ao descumprimento da democratização de acesso, que é uma das finalidades da lei", diz o MinC.

 

 

Fonte: G1

A explosão de um carro-bomba deixou oito mortos e mais de 100 feridos nesta sexta-feira (4), em Diarbaquir, a capital das zonas curdas da Turquia. As autoridades atribuíram o ataque à guerrilha do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK). A ação aconteceu horas depois que as autoridades detiveram ao menos 12 parlamentares em um inquérito sobre terrorismo, de acordo com a Associated Press (AP). Entre os detidos estão Selahattin Demirtas e Figen Yüksekdag, que dirigem juntos o Partido Democrático dos Povos (HDP). As prisões fazem parte dos expurgos lançados pelo governo desde o golpe de Estado frustrado de julho e que atinge em cheio os setores pró-curdos.A explosão aconteceu cerca de 200 metros de uma prisão e de uma delegacia de polícia e afetou vários carros e casas em uma área de um quilômetro quadrado, segundo o gabinete do governador de Diarbaquir, informou a agência Efe. O primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, afirmou que entre os mortos estão policiais e civis. Entre os feridos, sete permaneceram internados, segundo a AP. A detenção dos líderes curdos aumenta preocupações entre aliados do Ocidente sobre uma repressão mais profunda contra dissidentes do presidente Tayyip Erdogan, segundo a Reuters. As prisões, que gerou condenação imediata da União Europeia. A chefe de política externa da UE, Federica Mogherini, disse em publicação no Twitter que está "extremamente preocupada" com as prisões e disse ter convocado encontro com embaixadores da UE em Ancara. Berlim anunciou, por sua vez, que convocou o encarregado de negócios turco, segundo a France Presse.

 

 

 

Fonte: G1

Túmulo de Jesus é aberto pela primeira vez em pelo menos dois séculos Por Gali TIBBON Por Gali TIBBON30 de outubro de 2016 Ver as imagens Especialistas trabalham em restauração do túmulo Mais Cientistas abriram pela primeira vez em pelo menos dois séculos o local considerado pelos cristãos como sendo o túmulo de Jesus na Igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém. A placa de mármore que cobre o túmulo foi retirada por três dias como parte de obras de restauração, constatou um fotógrafo da AFP. Esta é a primeira vez que a lápide é retirada desde pelo menos 1810, durante obras de restauração realizadas após um incêndio, informou o padre Samuel Aghovan, superior da igreja armênia. "É emocionante porque é algo que estamos falando há séculos", disse o clérigo. De acordo com a tradição cristã, o corpo de Jesus foi colocado em uma cama funeral escavada na rocha após sua crucificação pelos romanos no ano 30 ou 33. Os cristãos acreditam que Cristo ressuscitou e que mulheres que vieram ungir seu corpo três dias depois de seu funeral disseram que o corpo havia sumido. A operação atual deve permitir realizar análises de materiais e estruturas, informaram especialistas à AFP. Segundo a revista National Geographic, que dedicou um artigo aos trabalhos de restauração, "a retirada da lápide vai dar aos pesquisadores uma ocasião única para estudar a superfície do que é considerado o local mais sagrado para o cristianismo". O projeto de restauração começou em maio. O túmulo está localizado em uma pequena estrutura que foi reconstruída em mármore depois de um incêndio. É apoiado por uma estrutura de metal, que mantém os blocos de mármore unidos. Mas eles acabam por se afastar sob a influência do tempo e atualmente do fluxo diário de milhares de peregrinos e turistas. O trabalho de restauração será financiado pelas três principais denominações cristãs do Santo Sepulcro (ortodoxa grega, franciscanos, armênios) e por contribuições públicas e privadas. Esta restauração está prevista para durar oito meses para ser concluída em 2017, e é realizada por especialistas gregos com o apoio da National Geographic Society.

 

 

 

Fonte: Yahoo

Tropas iraquianas e forças de segurança avançavam rumo a Mossul pelo sul e sudeste da cidade neste domingo (30), disseram autoridades iraquianas. Os combatentes iraquianos têm o apoio pelo ar e por terra de uma coalizão liderada pelos Estados Unidos na tentativa de atacar o principal reduto do grupo militante Estado Islâmico. Um comunicado das Forças Armadas disse que a nona divisão blindada do Exército assumiu o controle da vila de Ali Rash, cerca de 7 km a sudeste de Mossul. Mais ao sul, uma autoridade disse que as forças de segurança do Ministério do Interior estavam avançando a partir da cidade de Al-Shura, reconquistada das mãos do Estado Islâmico no sábado, ao longo do vale do rio Tigre em direção a Mossul. O oficial disse que as tropas estavam a caminho de Hammam al-Alil, na metade da distância entre Al-Shura e Mossul, e a última grande cidade antes da própria Mossul, que é a segunda maior cidade do Iraque. O Exército e as forças de segurança fazem parte de uma força maior, que também inclui combatentes curdos peshmergas e milícias xiitas, que busca cercar Mossul e sitiar os combatentes do Estado Islâmico dentro da maior cidade de seu autodeclarado califado no Iraque e na Síria. A perda de Mossul representaria a derrota efetiva do grupo jihadista no Iraque, mas a batalha propriamente dita pode se tornar a maior em mais de uma década de instabilidade desde a invasão liderada pelos EUA em 2003, que derrubou o então presidente Saddam Hussein.

 

 

Fonte: G1

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou que o programa Bolsa Família é uma forma de comprar votos e “eternizar” um governo no poder. Além de atacar o programa social, o magistrado ainda disse que o Tribunal Superior do Trabalho (TST) desfavorece as empresas em suas decisões e comparou a Corte a órgão similar na antiga União Soviética. “Se nós temos uma ampla concessão de Bolsa Família sem os pressupostos e sem a devida verificação, isso pode ser uma forma de captação de sufrágio que nós, no eleitoral, não conseguimos abarcar”, disse ele, em evento com empresários e executivos em São Paulo. Ele apontou que a Justiça Eleitoral não se preparou para esse tipo de situação, quando apontou o arquivamento da ação que pedia investigação das contas de Dilma Rousseff na eleição presidencial de 2014, denúncia que mais tarde foi aceita e investigada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Em críticas à Justiça do Trabalho, Mendes disse que o TRT é contra o capital. “Esse tribunal é formado por pessoas que poderiam integrar até um tribunal da antiga União Soviética. Salvo que lá não tinha tribunal. (Eles têm) uma concepção de má vontade com o capital”, disse, arrancando risos da plateia. Para o ministro, o TRT defende além do necessário os trabalhadores ao analisar as causas. “Tenho a impressão de que houve aqui uma radicalização da jurisprudência no sentido de uma hiperproteção do trabalhador, tratando-o quase como dependente de tutela, em um país industrialmente desenvolvido que já tem sindicatos fortes e autônomos”, acrescentou em entrevista após a palestra. Na opinião de Mendes, os problemas que ele aponta podem estar relacionados à própria composição do TST. “A mim parece que essa foi uma inversão que se deu. Talvez um certo aparelhamento da própria Justiça do Trabalho e do próprio TST por segmentos desse modelo sindical que se desenvolveu”, disse. Procurado, o Tribunal Superior do Trabalho informou que não vai se pronunciar sobre as declarações do ministro Gilmar Mendes. A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) divulgou nota repudiando as “agressões” do ministro. Para a Anamatra, as declarações do Ministro revelam elevado grau de desconhecimento sobre a Justiça do Trabalho, sua jurisprudência dominante, a estrutura do TST, bem como não primam pela observância da cortesia e uso da linguagem respeitosa para com os membros da magistratura.

 

 

Fonte: O Tempo

O sargento do Exército brasileiro Vicente Medeiros, de 46 anos, morreu no Haiti nesta semana na base temporária brasileira na cidade de Les Cayes, no sul haitiano, fortemente destruída após a passagem do furacão Matthew. O furacão deixou ao menos 473 mortos e 75 desaparecidos, conforme balanço provisório oficial. Medeiros atuava na tropa de engenharia e foi encontrado desacordado dentro da base do Brasil por volta das 13h30 de segunda-feira (17). A unidade foi construída em contêiners para ajudar as pessoas desabrigadas e abrir estradas que haviam sido bloqueadas após a passagem do furacão. Segundo o coronel Sebastião Roberto de Oliveira, comandante do Batalhão Brasileiro no Haiti, ele foi, provavelmente, vítima de uma parada cardiorrespiratória. O sargento é considerado o 21º militar brasileiro a morrer integrando a missão de paz da ONU no Haiti, chamada de Minustah. O Brasil lidera militarmente a operação desde que ela foi criada, em 2004, em meio a um caos político e institucional que levou à queda do então presidente Jean Betrand Aristides e a um princípio de guerra civil. O 2º sargento Vicente recebeu os primeiros socorros de colegas em Les Cayes e foi levado de helicóptero para um hospital militar em Porto Príncipe, a capital haitiana, mas não resistiu. O corpo passou por autópsia na República Dominicana, de onde será transladado para o Rio de Janeiro, onde reside a família. Antes de seguir ao Haiti, onde integrava o 24º Contingente Brasileiro, o sargento servia no Hospital Central do Exército, em Benfica, no Rio. O Exército informou que ele passou por todos os treinamentos, testes e exames previstos para integrar a Minustah. Durante seu período no Haiti, "o referido militar sempre desempenhou suas atividades sem queixas, nem nada o desabonasse". "A Companhia Brasileira de Engenharia de Força de Paz (BraEngCoy) manifesta as condolências à família do sargento Vicente, que cumprindo a missão que a sociedade e o Exército lhe confiaram, deu a própria vida, trabalhando para garantir o desenvolvimento e o bem-estar do povo haitiano", informou o Exército em nota. Foram instaurados procedimentos para investigar o ocorrido, dentro das normas da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Brasil, para esclarecer o que ocorreu. O Itamaraty informa que a embaixada em Porto Príncipe está trabalhando para facilitar as providências de traslado do corpo. Mais 20 mortes do Brasil Em 2006, o general brasileiro Urano da Matra Bacellar, então comandante da missão de paz, foi encontrado morto com um tiro, em meio à pressão internacional para que houvesse a realização de eleições presidenciais e a pacificação de regiões violentas da capital, como Cité Soleil. Em 2015, outro general brasileiro e também no cargo de comandante da missão, José Luiz Jaborandy Júnior, morreu devido a um infarto durante viagem do Haiti para Manaus (AM), onde iria conhecer a neta, nascida há poucos meses. Durante o terremoto, em janeiro de 2010, 16 militares brasileiros morreram no Haiti. Dez deles em um posto das tropas brasileiras localizada na principal rodovia da capital haitiana, chamado de "Casa Azul", e que ficava próximo a uma das áreas mais violentas do país, Cité Soleil. O tremor deixou mais de 200 mil vítimas fatais, divulgaram as organizações internacionais na época. Houve ao menos outras duas mortes de militares brasileiros em acidentes. Um soldado morreu em 2007 - ele teria se descuidado e tomado uma descarga elétrica em um ponto-forte (uma base avançada) do Exército do Brasil em Cité Soleil. Outro, em 2011: um soldado de 22 anos caiu de uma altura de cerca de 1,5 metros, após se desiquilibrar ao fazer a segurança na parte de trás de um jipe.

 

 

Fonte: G1

Um avião de carga fez um pouso forçado na pista do Aeroporto Internacional do Recife/Gilberto Freyre, no início da manhã desta sexta-feira (21). A aeronave teve um problema técnico no trem de aterrissagem. De acordo com a Infraero, a písta ficou fechada por cerca de 40 minutos para pousos e decolagens. O fato aconteceu por volta das 6h30. As informações foram confirmadas pela torre de controle. A empresa que gerencia o terminal aeroportuário também informou que por volta das 7h10 a pista foi liberada. A Infraero acompanha a retirada da aeronave. O avião partiu de Guarulhos, São Paulo. É um avião de carga postal. Três tripulantes estavam a bordo e não houve feridos. Sobre as causas do acidente, a Infraero informou que vai aguardar o resultado da perícia. Uma nota oficial será divulgada ainda nesta sexta-feira.

 

 

Fonte: G1

 

Uma enfermeira está sendo investigada por furtar o cartão do banco de uma paciente da Santa Casa de Misericórdia, em Castelo, no Sul do Espírito Santo. Segundo a Polícia Civil, cerca de R$ 3 mil reais foram retirados da conta. O delegado Marcelo Ramos explicou que a vítima ficou internada durante uma semana, inclusive na UTI. A enfermeira teria se aproveitado da situação para furtar o cartão. A polícia verificou as imagens do banco e constatou uma mulher, toda vestida de branco, realizando os saques nos horários indicados no extrato. O inquérito deve ser concluído em no máximo 15 dias. A suspeita pode responder por furto qualificado. Segundo a polícia, a Santa Casa está colaborando com as investigações.

 

 

Fonte: G1

Cruzeiro e Corinthians fizeram uma partida espetacular, na noite desta quarta-feira, no Mineirão, pelas quartas de final da Copa do Brasil. O Cruzeiro venceu por 4 a 2, avançou às semifinais da competição e agora enfrenta o Grêmio. A vitória dramática foi construída com muita raça e garra dos jogadores do Cruzeiro, que também tiveram técnica e organização tática. O Corinthians foi um adversário valente, que não se entregou hora nenhuma. Os gols do Cruzeiro foram marcados por Ábila (2), Arrascaeta e Bruno Rodrigo. Para o Corinthians, Rodriguinho e Rildo. O Timão esteve classificado ao final do primeiro tempo, com o placar em 1 a 1. Quando a Raposa fez 2 a 1, a decisão ia para os pênaltis, mas o time da casa chegou a quatro gols... As variações no placar e a emoção até o apito final do árbitro fizeram o jogo ser empolgante.

 

 

Fonte: G1

Notícias mais lidas

Quem Somos

A Radio Nocaute tem como principal meta, tocar os sucessos mais antigos em sua programação, não deixando é claro de tocar os sucessos da atualidade. Nossa programação é feita com 60% de músicas antigas. Trabalhamos com muito carinho para oferecer uma programação diferenciada aos nossos ouvintes.
Saiba mais

 

Nossa Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades e promoções em seu e-mail!

Siga-nos pelo Facebook