Equipe

Rádio Nocaute

Rádio Nocaute

O goleiro Bruno Fernandes, que cumpre pena pelo assassinato de Eliza Samudio, oficializou neste fim de semana o casamento com a dentista Ingrid Calheiros, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. De acordo com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), a cerimônia foi realizada neste sábado (18), na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac), onde o atleta está preso desde setembro do ano passado. Bruno Fernandes foi condenado pela Justiça de Minas a 22 anos e três meses de prisão pela morte e ocultação do cadáver da ex-amante, além do sequestro do filho da jovem. Além de Bruno, outras cinco pessoas foram condenadas pela morte de Eliza.

Segundo o advogado Lúcio Adolfo, houve tanto o casamento civil quanto o casamento religioso. Ele contou que a cerimônia foi celebrada por uma pastora. De acordo com o TJMG, além de Bruno, outro preso, que na Apac é chamado de recuperando, casou-se neste sábado. A Justiça informou que foram convidados voluntários da associação, parentes e amigos próximos aos noivos. Após a cerimônia, ainda de acordo com o TJMG, foi servido um almoço, preparado na unidade com a ajuda dos recuperandos. O casamento ainda contou com uma banda de louvor durante a celebração.

Desde o julgamento de Bruno, ocorrido em 2013, Ingrid já se apresentava como mulher do goleiro. Pelo menos desde 2011, quando Bruno estava detido na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana, os dois já cogitavam se casar na prisão. Na época do assassinato de Eliza Samudio, em 2010, o goleiro era casado com Dayanne Rodrigues, de quem se separou após o crime. Ela também respondeu pela acusação de sequestro e cárcere privado do filho de Bruno com Eliza Samudio, mas foi absolvida pela Justiça mineira.

Bruno Fernandes foi condenado pela Justiça de Minas, em março de 2013, a 17 anos e 6 meses em regime fechado por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, asfixia e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima), a outros 3 anos e 3 meses em regime aberto por sequestro e cárcere privado e ainda a mais 1 ano e 6 meses por ocultação de cadáver. A pena foi aumentada porque o goleiro foi considerado o mandante do crime, e reduzida pela confissão do jogador. Eliza desapareceu em 2010 e seu corpo nunca foi achado. Ela tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do goleiro Bruno, de quem foi amante. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade.

 

Fonte: G1

Quando uma tesoura e uma máquina de cortar cabelo foram parar nas mãos de João Batista Oliveira, na década de 1960, ele não imaginava que aqueles dois objetos iriam influenciar tanto a sua vida dali para frente. Na época, com 20 e poucos anos, ele conta que morava em um sítio em Cesário Lange (SP) e nem sonhava com a carreira que iria seguir. Hoje, aos 71 anos, e 48 anos de profissão, Batista ostenta em sua barbearia na Vila Santana, em Sorocaba (SP), uma placa comemorativa por conta dos mais de 1,5 milhão de cortes que já fez. 

Batista explica que a conta foi feita por um cliente. "Ele veio aqui um dia e começou a conversar comigo. Contei minha história como barbeiro desde o início e daí ele fez o cálculo, chegando a esse número. Aí ele resolveu me presentear com essa placa comemorativa", diz. A condecoração, pendurada em local de destaque ao lado de uma foto de seu Batista mais jovem, traz os dizeres: "Isto reconhece que o ilustre profissional Batista, ao longo de 47 anos de trabalho e profissionalismo, concluiu com sucesso até o presente momento o corte de 1.575.57 pessoas". Batista ressalta que o número foi alcançado no ano passado. 

O barbeiro faz questão de explicar o cálculo feito pelo cliente para chegar a tal número. "Ele calculou os anos de profissão, sendo deles 26 dias de trabalho por mês e com uma média de 109 cortes por dia. Chego a trabalhar das 6h30 até 22h alguns dias, principalmente de sexta, sábado e véspera de feriado, que é quando o povo quer ficar bonito para as festas", brinca. Para conseguir a impressionante marca de 109 cortes em 16 horas, seu Batista teria que gastar no máximo 7 minutos em cada cliente. Mas ele garante que os números não são "conversa de barbeiro". "Eu guardo a lâmina de cada corte de cabelo ou barba que eu faço em uma vasilha e, no fim do dia, conto tudo para ter um controle de quantos cortes faço por dia. Depois jogo tudo fora, porque guardar não seria higiênico", conta.

Polêmica matemática à parte, Batista lembra com alegria do começo da carreira, aos 20 anos de idade, quando morava em um sítio em Cesário Lange com a família. Ainda sem saber como conseguiu uma tesoura e uma máquina de cortar cabelos, do tipo manual, ele apenas lembra que assim que teve o primeiro contato com os objetos, já quis experimentar. "Eu pedi para cortar os cabelos do meu irmão, mas ele não deixou. Ficou com medo. Mas eu insisti. Pedia a toda hora: 'dá o seu cabelo para eu cortar' e ele, 'não, de jeito nenhum'". De tanto insistir, o irmão de Batista cedeu a pressão. No começo, a tesoura chegou a cair algumas vezes no chão, o que só fez aumentar o medo de seu "cliente". Só que o susto inicial passou, João se acertou com a tesoura em mãos e, assim, comandou-a entre os fios de cabelo do irmão como se soubesse exatamente o que estava fazendo. Tanto que o resultado agradou o cliente exigente, que fez questão de contar para os amigos e vizinhos do sítio. "E foi assim que eu comecei a cortar cabelo. Pela vizinhança do sítio, sempre sem cobrar nada, isso por anos. Então eu passei a sonhar em ter o meu próprio salão em São Paulo, mas primeiro fui para Tatuí, trabalhei por quatro anos lá no salão de um amigo e depois vim para Sorocaba, onde trabalhei por um ano no salão de um amigo até abrir a minha própria barbearia, primeiro foi no Centro e, desde 1978, estou na Vila Santana", conta. De pai para os filhos Batista é casado e pai de sete filhos, sendo quatro mulheres e três homens. Como era de se esperar, ele acabou passando para os filhos o amor pela barbearia. Todos, sem exceção, trabalharam em algum momento da vida na área e até dois dos seus filhos, sendo um homem e uma mulher, abriram o próprio salão, enquanto alguns mudaram de profissão.

Já dois dos sete filhos, trabalham atualmente lado a lado do pai na barbearia na Vila Santana: Eliseu, de 37 anos, e Filipe, de 30 anos. "Eu comecei a cortar cabelo profissionalmente com 17 anos, mas desde bem pequeno eu já fazia a barba do meu pai. Ele colocava um caixote perto da cadeira para eu subir e tirar a barba dele. Eu tirava cada 'taio'", lembra em meio a risos Eliseu, que nunca teve dúvida que queria seguir os mesmos passos do pai.

Já Filipe até tentou escapar da barbearia, trabalhou em uma indústria por alguns anos, mas por conta da crise econômica acabou sendo despedido do serviço, isso no ano passado, e aí viu na profissão do pai uma forma de se recolocar no mercado de trabalho. "Desde criança eu cortava cabelo, mas quis arriscar trabalhar em outra coisa. Antes eu não estava preparado. Agora eu estou no lugar certo. O movimento do salão aumentou e eu vim ajudar e agora não quero mais parar". Por mais que Batista tenha ensinado muito para os filhos sobre a profissão, ele faz questão de frisar que constantemente aprende com eles também. "A pessoa que pensa que é boa em algo, que sabe de tudo sobre uma determinada coisa, na verdade, tem muito que aprender ainda."

 

Fonte:  G1

“O Cruzeiro é muito grande para viver de contra-ataque”. A frase foi dita por Rafael Silva durante a semana de preparação para o duelo com o Grêmio. E, passado o confronto, ganhou contornos de profecia. O que se viu na Arena Grêmio foi uma equipe covarde, que se absteve de jogar, passou a maior parte da partida se defendendo e viu o tricolor vencer por 2 a 0 sem muitas dificuldades. Uma atuação que beirou o ridículo e que consolidou uma triste realidade: o Cruzeiro é, depois de nove rodadas, o pior time do Campeonato Brasileiro. Até mesmo o mais crítico e pessimista torcedor celeste se assusta ao ver a Raposa na lanterna do torneio nacional. O time possui menos pontos do que jogos disputados. Algo surreal para uma equipe do tamanho do Cruzeiro. São oito pontos em nove partidas realizadas, um futebol abaixo da média e a evidente necessidade de reforços, que devem chegar a partir do segundo semestre. A esperança da China Azul é que as contratações realmente aconteçam. Senão, o cenário poderá ficar ainda mais nebuloso. Na próxima quarta-feira, às19h30, a equipe de Paulo Bento tentará a reabilitação diante da Ponte Preta, no Moisés Lucarelli.

O jogo. O Cruzeiro entrou em campo com uma proposta definida, fechado em seu campo de defesa e aguardando algum espaço cedido pelos gremistas para contra-atacar. Só que o time celeste não teve êxito com tal proposta de jogo. Em boa parte do primeiro tempo, a Raposa conteve o ímpeto do adversário, mas não teve efetividade nos contragolpes. E quando parecia que o empate iria perdurar até o intervalo, eis que brilhou a estrela de Luan, que, aos 44 min, recebeu o cruzamento de Everton e, sem marcação na pequena área, testou para o fundo das redes de Fábio. Na segunda etapa, o Grêmio continuou em cima e ampliou a vantagem com Douglas. Depois do rebote de Fábio, o meia completou para o gol. Não bastassem os erros defensivos, a Raposa ainda perdeu um pênalti com Arrascaeta, que não consegue manter uma regularidade com a camisa estrelada. Acorda, Cruzeiro! 

 

Fonte: O tempo

O número de pessoas deslocadas por motivos de conflitos e perseguições em todo o mundo chegou a 65,3 milhões no final de 2015, de acordo com um relatório da ONU lançado nesta segunda-feira (20), dia em que é comemorado o Dia Mundial do Refugiado. Este total inclui refugiados, deslocados internos e requerentes de asilo. O número aumentou quase 10% em relação ao registrado em 2014, que foi de 59,5 milhões, e é considerado um recorde pela agência da ONU para Refugiados, o Acnur. 65,3 milhões de pessoas é mais do que a população do Reino Unido, da França ou da Itália, segundo os dados da ONU. Dos 65,3 milhões, a maioria de 40,8 milhões é de pessoas forçadas a sair de suas casas e que se deslocaram dentro de seus países, os chamados deslocados internos. Outros 21,3 milhões de pessoas fugiram para outros países, e são chamadas de refugiados. Além disso, 3,2 milhões são requerentes de asilo em países industrializados, ou seja, aguardam uma resposta sobre seu pedido de refúgio. 

O drama dos mais de 1 milhão de imigrantes que arriscam suas vidas para atravessar o Mar Mediterrâneo em direção à Europa, e a dificuldade do continente de lidar com a chegada em massa, chamou a atenção do mundo todo em 2015. No entanto, segundo o relatório, a grande maioria dos refugiados está em outros continentes. 86% dos refugiados sob o mandato do Acnur estão em países de renda média ou baixa, próximos às áreas de conflito. O índice chega a 90% do total de refugiados no mundo quando são incluídos os refugiados palestinos sob os cuidados da UNRWA, organização do Sistema ONU dedicada exclusivamente a esta população. Os países que mais recebem refugiados em todo o mundo são a Turquia, seguida do Paquistão e do Líbano. Já os países de onde mais saíram refugiados em 2015 foram a Síria (4,9 milhões), o Afeganistão (2,7 milhões) e a Somália (1,1 milhão).

Os países com maior número de deslocados internos são Colômbia (6,9 milhões), Síria (6,6 milhões) e Iraque (4,4 milhões). O Iêmen, em 2015, foi o país que mais ocasionou novos deslocados internos, que corresponderam a 2,5 milhões de pessoas, ou 9% de sua população. Em relação aos pedidos de refúgio, o número também quebrou recordes, de acordo com o Acnur. Apenas em 2015 foram registrados 2 milhões de novos pedidos de refúgio nos países industrializados. Com essas novas solicitações, 3,2 milhões de pedidos estavam pendentes de resposta no final do ano passado. O país que mais recebeu pedidos de refúgio foi a Alemanha, com 441,9 mil, o que segundo a agência da ONU, está ligado à sua postura de abertura aos refugiados que chegam à Europa após atravessar o Mar Mediterrâneo. Depois vieram os Estados Unidos, com 172 mil pedidos de refúgio, muitos feitos por pessoas que fogem de conflitos armados na América Central.

 

Fonte: G1

O escritório regional em Governador Valadares da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/ GV) está preocupado com algumas denúncias que vem recebendo sobre infrações ao código de ética da profissão em casos relacionados a abertura de ações individuais contra a empresa Samarco na cidade. Segundo o presidente da OAB na cidade, Elias Souto, a entidade já flagrou casos de advogados, a maioria vindos de outras cidades, que têm se aproveitado de um momento de fragilidade da população para tirar vantagens indevidas. “Tivemos alguns históricos recentes de contratações de pessoas que se passavam por advogados, pegavam o dinheiro inicial de clientes e depois sumiam, e os clientes não sabem onde foram parar as ações, se elas foram abertas. A gente tem dificuldade de localizar essas pessoas, também temos problemas com pessoas que vieram de fora, colheram várias procurações e ajuizaram ações contra a empresa, voltaram para sua cidade e os clientes daqui não tem contato mais”, alerta Elias Souto. A entidade classista já abriu cerca de 21 notificações contra profissionais que infringiram a ética, especialmente no que diz respeito à publicidade indevida e forma ilegal de captação de clientes. O presidente do Conselho de Ética na cidade, Miguel Ângelo Provetti, explica que a publicidade da advocacia é restrita pelo estatuto da OAB e indica que a população deve desconfiar de pessoas que estiveram promovendo seus serviços de forma inadequada. “Qualquer publicidade é proibida. Panfletos na porta da igreja, distribuição aleatória de cartões, carro de som, tudo isso é proibido. Já pode começar a desconfiar. A melhor propaganda que nós entendemos é do relacionamento íntimo, uma pessoa avisa para outra, que avisa para outra e por aí. Temos denúncia de pessoas que montaram uma mesa na praça de bairro carente e deram procurações para a população assinar. Se a pessoa é advogado, a pessoa sabe que não pode fazer isso. Então nós entendemos que a maioria das pessoas que estão fazendo isso não são advogados”, explicou Miguel Provetti. Segundo ele, advogados que forem notificados por ações como esta podem ser punidos com a censura, suspensão ou mesmo expulsão da ordem. Já pessoas que fingirem ser advogados, podem ser processados pelo crime de exercício ilegal da profissão. “Situações irregulares devem ser informadas à OAB e, se não for realmente um advogado, aí deve-se informar também à polícia, porque pode se tratar de um golpe. Quem buscar um advogado, sempre busque um que seja de confiança”, sugere Elias Souto.

 

Fonte: G1/vales

Tite é o novo técnico da seleção brasileira. Treinador mais vitorioso da história do Corinthians e nome quase unânime entre torcedores brasileiros, ele foi confirmado como novo treinador da seleção até o final da Copa do Mundo da Rússia, em 2018. Publicidade O novo comandante da seleção tem 55 anos e chega ao time nacional como um dos preferidos pela maioria dos torcedores. Na terça-feira, ele se reuniu com o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, e após quase três horas de reunião deixou para dar a resposta à entidade nesta quarta-feira. "Tite a partir deste momento não trabalha mais conosco. Ele aceitou o convite da CBF. Hoje à tarde foi o último treino dele. No jogo de quinta e amanhã ele não dirige mais o time. Junto com ele sai Cleber Xavier, Matheus e Edu Gaspar", explicou o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade. Assim, junto com o Tite, também vão para a seleção seus auxiliares e o gerente de futebol do clube. A confirmação veio após o técnico se reunir com a diretoria do Corinthians durante a tarde desta quarta-feira, pouco mais de 12 horas após conversar com Del Nero no Rio. A confirmação de Tite veio um dia após a CBF implodir toda a comissão técnica da seleção. Às 15 horas de terça-feira, a entidade anunciara que o técnico Dunga, o coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, e toda a comissão técnica estavam dispensados. Não havia multa contratual que impedisse o acerto com a CBF e o Corinthians também não dificultou a saída do treinador mais vitorioso de sua história. O clube já analisa nomes para substituí-lo. Tite, que já rejeitara um convite, entende que este é o seu momento de assumir a seleção. Ele considera que o Campeonato Brasileiro está apenas começando e que não prejudica o clube ao aceitar comandar a seleção. Em 2015, porém, ele assinou um manifesto pedindo a renúncia de Del Nero da presidente da CBF. Esse manifesto havia sido organizado pelo movimento Bom Senso FC. Tite é natural de Caxias do Sul e tem um vasto currículo. Após pendurar as chuteiras em 1989, pelo Guarani, o ex-volante iniciou a carreira de técnico no Guarany de Garibaldi, em 1990, e não parou mais. Passou por Caxias (1991/1992), Veranópolis (1992/95), Ypiranga de Erechim (1996/97), Juventude (1997/98), Caxias (1999/2000), Grêmio (2001/2003), São Caetano (2003/2004), Corinthians (2004/2005), Atlético MG (2005), Palmeiras (2006), Al Ain (2007), Internacional (2008/2009), Al Wahda (2010) e Corinthians (2010 a 2013 e de 2015 até agora). Seus principais títulos foram os seguintes: Mundial de Clubes (2012), Copa Libertadores (2012), Copa do Brasil (2001), Campeonato Brasileiro (2011 e 15), Campeonato Gaúcho (2000, 2001 e 2009), Campeonato Paulista (2013), Copa Sul-Americana (2008), Recopa Sul-Americana (2013) e Copa Suruga (2009).

 

Fonte: IG

Quarta, 15 Junho 2016 18:19

Promoção

Promoção Aparelho Premiado Deseja ganhar um  smartphone?  Basta instalar o aplicativo da Rádio Nocaute no seu aparelho  e, assim você estará concorrendo todo último dia de cada mês. Não perca tempo! Instale agora o nosso aplicativo em seu aparelho e boa sorte.

 

Está no ar uma mega promoção destinadas aos ouvintes da Rádio Nocaute. Trata-se da promoção " aparelho premiado ". Para participar basta instalar o aplicativo da Rádio Nocaute no seu aparelho. Voce terá a nossa programação gratuíta em seu smartphone ou tablet. O aplicativo da Rádio Nocaute é  gratuíto  100% interativo e, além de ouvir nossa programação 24 horas por dia e poder interagir conosco, você ainda concorre todo último dia de cada mês a um aparelho  smartphone. Quanto mais  você  ouvir nossa Rádio em seu aparelho através do nosso aplicativo, muito mais chances  terá de ganhar pois, o próprio aplicativo instalado em seu aparelho nos mostrará quantas horas você ouviu a nossa Rádio através do nosso aplicativo ao longo do mês. O Próprio aplicativo nos mostrará o aparelho cujo aplicativo instalado foi mais utilizado para ouvir a nossa Rádio ao longo daquele determinado mês e, neste caso premiaremos este aparelho. Não perca tempo! Instale agora o aplicativo da Rádio Nocaute no seu aparelho . É rápido, dura menos que 06 segundos e é de graça.

 

Plataforma  Andróid                           Plataforma  iOS

 

Segunda, 30 Maio 2016 15:45

10 - Di Paulo e Paulino

 A música entrou na vida dos mineiros Di Paullo & Paulino quase que por acaso. Para agradar o pai que tinha uma coleção de instrumentos musicais, os irmãos aprenderam a tocar seguindo a aptidão e a sensibilidade. O que começou como brincadeira foi se tornando cada vez mais profissional. Com o incentivo da família, eles começaram a se apresentar nos circos das cidades vizinhas. Aos poucos, eles foram conquistando todo o interior de Minas Gerais. O sucesso era tanto que entre 1973 e 1975, já haviam gravado 3 discos, em uma época que a música sertaneja ainda sofria discriminação. Em 1976, durante uma apresentação da qual o pai os acompanhava, ao avistarem o trem de ferro com destino a Goiânia, partiram rumo ao desconhecido. Na nova cidade, começaram a se apresentar em festas agropecuárias, exposições e programas de auditório. Após o sucesso de uma participação em um programa de rádio, Di Paullo e Paulino conquistaram cadeira cativa na atração e ainda arranjaram tempo para afinar os instrumentos dos músicos principiantes da época. Foi nesse período que conheceram os irmãos Leandro & Leonardo e Zezé Di Camargo & Luciano, de quem são amigos e nutrem muita admiração até hoje. Na década de 80, lançaram o quarto disco, Cama Triste (1980), o quinto trabalho todo instrumental chamado Solo de Viola (1982). Em seguida veio É Amor (1987) onde a música Passarinho do Sertão teve grande repercussão. Depois disso vieram os discos Presente de Natal (1990) e Onde Anda Você (1996), que projetaram ainda mais a dupla no centro–norte do país. Com o tempo, Goiânia começou a ficar pequena diante do potencial de Di Paullo & Paulino. Para se aprimorar, Di Paullo & Paulino começaram a pesquisar diferentes sons, novas harmonias e arranjos. Essa pesquisa culminou no álbum Tô Por Aí (2000), o mais maduro e completo da dupla. A música título do disco foi uma das mais executadas nas rádios, de norte a sul do país, conquistando fãs apaixonados que os acompanham por shows em todo o Brasil. Em 2002, os irmãos decidiram presentear os fãs com o CD ao vivo Só Modão, onde destacaram as músicas “Amor de Primavera”, “Onde Anda Você”, e as regravações “Telefone Mudo”, “Sonhei com Você”, “Barco de Pape”l, “Ainda Ontem Chorei de Saudade”, “Ilusão Perdida” dentre outras. Em 2004, a dupla lança seu décimo trabalho chamado O Coração Chora, com destaques para as músicas “O Que é Que Eu Sou Sem Você”, “Coração Chora” e “Nada Mudou”. Em 2005, a dupla dá seqüência ao projeto de recordar grandes sucessos das décadas de 70 e 80 e lança Di Paullo e Paulino Ao Vivo, gravado em Uberlândia, Minas Gerais. Em 2007 o álbum Hora Certa, mostra um repertório praticamente inédito, com canções românticas e dançantes, com destaque para as faixas “A Linguaruda” (Nilton Lamas), “Um Outro Alguém”, “Tô Sabendo”, “É Segredo”, e “Hora Certa”, escolhida como música de trabalho. Gravado no Atlanta Music Hall em Goiânia, o primeiro DVD da dupla contou com a presença vibrante de um público de aproximadamente 6.500 pessoas. Lançado em 2009, a gravação, além de todos os sucessos da carreira, registra uma homenagem aos pais, Sr. Luiz e Sra Luiza, que foram os primeiros incentivadores da dupla. Conta também com a participação especial de Gino e Geno no hit “Amor de Primavera”. Em 2013, Di Paullo & Paulino passam a fazer parte do casting da Som Livre, com o lançamento do box “Amor de Primavera”, reunindo seus maiores sucessos. Di Paullo e Paulino têm no repertório, o diferencial mais importante dos seus discos, privilegiando a qualidade, a intuição e o bom gosto na concepção dos arranjos, o que pode ser conferido no novo DVD “Não Desista”, gravado em Goiânia e que a Som Livre acaba de lançar. Para 2016, Os “Cowboys da Viola” continuam rodando o Brasil, encantando plateias, com seu carisma e sua toada de amor!

Segunda, 30 Maio 2016 15:45

9 - Eduardo Costa

Edson Vander da Costa Batista nasceu em Abre Campo, Minas Gerais, em família muito simples. Não se deixou intimidar pela vida sofrida que levava e, aos doze anos de idade, saiu de casa em busca de seus sonhos: tornar-se um cantor da música sertaneja e melhorar as condições de vida de sua família. Morou em diferentes lugares, dentre eles, no interior dos estados de Minas Gerais, Goiás e São Paulo. Eduardo Costa declara que é o único artista que veio do povo para a midia, enquanto todos os outros foram da midia para o povo. Além de cantor, Eduardo Costa é compositor e se auto declara um multi-instrumentista. Toca viola, se exibindo fazendo malabarismos com o instrumento, tocando-o entre as pernas, nas costas, com um copo de cachaça entre outras formas inusitadas. Suas maiores inspirações são Barrerito do Trio Parada Dura - do qual é fã - e também os artistas Gino e Geno, Chitãozinho e Xororó, Teodoro e Sampaio, Irmãs Freitas, Milionário e José Rico, Tião Carreiro e Pardinho, Liu e Léu, André e Andrade, e da dupla Zezé di Camargo e Luciano.

Com a carreira em ascensão, o artista lançou seu primeiro DVD/CD pela Universal Music gravado em novembro de 2006 em Belo Horizonte/MG. A música de trabalho "Me Apaixonei" foi sucesso em todo Brasil. O álbum vendeu mais de 500 mil cópias.

No dia 2 outubro de 2010 Eduardo Costa gravou seu segundo DVD "De Pele, Alma e Coração - Ao Vivo " no Credicard Hall em São Paulo. O trabalho foi lançado em 24 de fevereiro de 2011[4] [5] pela gravadora Sony Music. O DVD contou com as partipações de Belo, Paula Fernandes e a dupla Alex & Konrado. A música "Quem É" foi um dos singles mais tocados no primeiro semestre de 2011.

Segunda, 30 Maio 2016 15:44

8 - Trio Parada Dura

Quem nunca se pegou cantarolando os versos de “As Andorinhas” e “Telefone Mudo”? Você pode não associar as músicas ao título, mas é fato que “as andorinhas voltaram e eu também voltei...” e “eu quero que risque o meu nome da sua agenda, esqueça o meu telefone, não me ligue mais...” fazem parte da trilha sonora da nova geração que curte sertanejo, tanto quanto dos antigos admiradores. Os donos desses clássicos são mais que referência para toda uma safra de artistas que têm perpetuado o gênero. Estamos falando, claro, do Trio Parada Dura, que faz parte do cenário sertanejo nacional desde 1973, recebendo, ao longo de sua carreira, dez discos de ouro, três de platina e um de diamante. O Trio construiu sua personalidade sobre uma base que conta com letras irreverentes, músicas de enorme apelo popular e um nível de produção surpreendente que marcaram a carreira desses grandes artistas. Uma aceitação extremamente positiva do público, construindo assim, de forma definitiva, a identidade do grupo. Músicas como “As Andorinhas”, “Telefone Mudo” e “Blusa Vermelha” caíram no gosto popular e fizeram com que o grupo alcançasse ótimas vendagens. Ao longo dos anos, o Trio Parada Dura passou por algumas reformulações, mas sempre manteve suas raízes centradas na boa e velha música sertaneja. Atualmente, Creone, o mais velho integrante com a segunda voz mais conhecida do Brasil, canta com o Parrerito, irmão do falecido Barrerito e os dois dividem o palco com o sanfoneiro mais “xonado” do Brasil que é o Carlos Resende. Com essa formação atual, - Creone, Parrerito e Xonadão - são sete CDs e dois DVDs. No penúltimo DVD, que na verdade é um Box intitulado “Nossa Estrada”, já com distribuição nacional pela Som Livre, o Trio conquistou mais uma vez um disco de platina e um DVD de ouro, ficando durante um bom tempo no ranking dos mais vendidos da gravadora. Agora, com uma superprodução na gravação do DVD de 40 anos em Goiânia, também com a assinatura da Som Livre, onde receberam no palco os amigos Leonardo, Bruno & Marrone, Cristiano Araújo, Di Paulo & Paulino, Eduardo Costa, Cesar Menotti & Fabiano e Adair Cardoso, os baluartes da música sertaneja seguem viagem com a “Turnê 40 Anos” intitulada “Trio Parada Dura - Creone, Parrerito e Xonadão – O Trio do Brasil”, levando alegria e boa música aos quatro cantos deste país e também fora dele!

 

Quem Somos

A Radio Nocaute tem como principal meta, tocar os sucessos mais antigos em sua programação, não deixando é claro de tocar os sucessos da atualidade. Nossa programação é feita com 60% de músicas antigas. Trabalhamos com muito carinho para oferecer uma programação diferenciada aos nossos ouvintes.
Saiba mais

 

Nossa Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades e promoções em seu e-mail!

Siga-nos pelo Facebook