Internacionais
×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 967

Internacionais

Explosões durante um protesto pacífico deixaram ao menos 80 mortos e 231 feridos em Cabul, capital do Afeganistão, na manhã deste sábado (23), de acordo com o último balanço que foi divulgado pelo ministro do interior, segundo Associated Press. O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria do atentado. "Dois combatentes do EI detonaram seus cinturões explosivos em uma concentração no xiita no bairroo Dehmazang" da capital afegão, indicou o grupo terrorista através de sua agência de notícias Amaq. O protesto da minoria xiita dos hazara contra a construção de uma usina de energia acontecia perto do Parlamento afegão e da Universidade de Cabul. O número de vítimas ainda está em progressão. O ataque ocorreu cerca de três semanas após um homem-bomba matar dezenas de pessoas em um ataque contra cadetes recém-formados da polícia, reivindicado pelo Talibã. Esse atentado foi o último registrado em uma onda de sequestros e bombas no Afeganistão, que tem espalhado a sensação de insegurança. A instabilidade no país tem aumentado desde o fim da missão militar da Otan em dezembro de 2014. Em nota, o governo brasileiro diz que recebeu "com consternação a notícia de mais um atentado em Cabul, na manhã de hoje, reivindicado pelo Estado Islâmico, durante uma manifestação pacífica, e que teria feito mais de 80 mortos" O Itamaraty também declarou que "condena nos termos mais veementes este ato de barbárie e expressa sua solidariedade às famílias das vítimas, ao povo e ao governo afegãos" e que "apoia firmemente os esforços do governo do Afeganistão no sentido de conter atos de violência sectária".

 

Fonte: G1

Cientistas suíços descobriram que uma substância derivada da romã tem propriedades potenciais antienvelhecimento, elevando a reputação da fruta como superalimento e estimulando os planos de desenvolvimento por uma empresa de biotecnologia local. Pesquisadores da Escola Politécnica Federal de Lausanne (EPFL) relataram na revista "Nature Medicine" nesta segunda-feira (11) que dar a camundongos a substância urolithin A aumenta, em média, 42% a resistência para correr dos animais. Urolithin A é produzida no corpo quando os compostos conhecidos como elagitaninos, que são encontrados em romãs, são decompostos por bactérias no intestino. A equipe da EPFL está trabalhando com a empresa de biotecnologia Amazentis para desenvolver um suplemento nutricional que pode aumentar a força muscular e resistência durante o envelhecimento, com os resultados de um primeiro estudo clínico em humanos esperados para o próximo ano. "Acreditamos que nossa pesquisa, descobrindo os benefícios de saúde de urolithin A, é uma promessa para reverter o envelhecimento muscular", disse Patrick Aebischer, presidente EPFL e co-fundador da Amazentis. "É uma substância completamente natural, e seu efeito é poderoso e mensurável." 

 

 

Fonte:  G1

A cantora Madonna buscou deixar para trás as controvérsias sobre a sua relação com Malauí neste domingo (10), em uma visita ao país onde adotou dois de seus filhos, durante a qual supervisionou a construção de uma unidade pediátrica financiada por sua fundação. Em 2013, o governo do Malauí divulgou um comunicado no qual considerava "estranho e deprimente" comprovar que a estrela americana desejasse que o país africano fosse obrigado "para sempre a expressar sua gratidão" porque ela adotou dois filhos malauianos."Estamos muito contentes", disse à imprensa a diva da música pop, que apareceu alegre na visita à unidade pediátrica que sua fundação beneficente, a Raising Malawi, está construindo no hospital Rainha Isabel, na capital comercial do Malauí, Blantyre. "Esperamos que esteja pronta e funcionando em 2017", acrescentou. O acesso a cuidados hospitalares é insuficiente no Malauí, onde 40% dos 15 milhões de habitantes vivem abaixo da linha da pobreza. "Essa nova instalação é a primeira unidade pediátrica de cuidados intensivos do Malauí. Vai ter um impacto enorme na hora de salvar vidas de crianças", afirmou a artista, em sua primeira visita ao país em quase dois anos. No passado, Madonna declarou que Malauí era um lugar "especial" para ela, por ser o país onde havia adotado seus filhos. Seu entusiasmo nem sempre foi recíproco. Em 2013, a então presidente, Joyce Banda, criticou sua atitude de prepotência com as autoridades, sua exigência de ser tratada como estrela e a acusou de se gabar exageradamente de sua generosidade com Malauí. Joyce Banda deixou o cargo em 2014, e seu sucessor, Peter Mutharika, fez todo o possível para melhorar a relação com a artista. Na última viagem da cantora, o presidente disse que seu governo estava muito "grato" pela "paixão" de Madonna pelo país. Está previsto que a artista e o presidente se reúnam na segunda-feira.

 

 

Fonte:  G1

A cantora americana Beyoncé publicou nesta quinta-feira (7) uma carta aberta com fortes críticas às recentes mortes de negros por policiais dos Estados Unidos e afirmou que a comunidade não precisa de compaixão, mas sim respeito por suas vidas. Ela citou as mortes de Alton Sterling, um homem negro de 37 anos morto na terça-feira (5) em Baton Rouge, na Louisiana, por dois policiais brancos, e do jovem Philando Castile, que morreu na quarta-feira (6) em Falcon Heights, em Minnesota, em outro incidente com agentes que o prenderam por uma infração de trânsito. Os episódios geraam indignação e protestos. "Estamos fartos e cansados dos assassinatos de homens e mulheres jovens em nossas comunidades. Depende de nós tomar uma posição e exigir que eles 'parem de nos matar'", escreveu a cantora. "Nós não precisamos de compaixão. Precisamos que todos respeitem nossas vidas. Nós vamos nos mobilizar como comunidade e lutar contra qualquer um que acredite que o assassinato ou qualquer outra ação violenta contra aqueles que juraram nos proteger devem continuar constantemente impunes", completou Beyoncé. A cantora, geralmente reticente a falar com a imprensa, tem se mostrado especialmente ativa em erguer sua voz contra a brutalidade policial como com o clipe que gravou sobre o tema, "Formation", lançado em fevereiro, e que gerou críticas por parte de alguns políticos conservadores americanos. "Estes roubos de nossas vidas nos fazem sentir desamparados e sem esperança. Mas temos que crer que estamos lutando pelos direitos da próxima geração, pelos homens e mulheres que acreditam no bem", acrescentou a cantora, ao ressaltar que esta é "uma luta humana". "Não importa a raça, o gênero ou a orientação sexual. Esta é uma luta para qualquer um que se sente marginalizado e que não tem direito à liberdade e aos direitos humanos. " Na mensagem, a cantora quis deixar claro que o texto não é uma crítica contra todos os policiais, mas contra "aqueles seres humanos que não sabem avaliar a vida". "A guerra contra as pessoas de cor e contra todas as minorias deve acabar. O medo não é uma desculpa. O ódio não vencerá." Leia, abaixo, a íntegra da carta aberta de Beyoncé: Estamos fartos e cansados dos assassinatos de homens e mulheres jovens em nossas comunidades. Depende de nós tomar posição e exigir que eles "parem de nos matar". Nós não precisamos de compaixão. Nós precisamos que todos respeitem nossas vidas. Nós vamos nos mobilizar como uma comunidade e lutar contra qualquer um que acredite que o assassinato ou qualquer outra ação violenta contra aqueles que juraram nos proteger devem continuar constantemente impunes. Estes roubos de vidas nos faz sentir desamparados e sem esperança mas nós temos temos de acreditar que estamos lutando pelos direitos da próxima geração, pelos homens e mulheres jovens que acreditam no bem. Esta é uma luta humana. Não importa sua raça, gênero ou orientação sexual. Esta é uma luta por qualquer um que se sente marginalizado, que está lutando por liberdade e direitos humanos. Isto não é um recado a todos os oficiais de polícia mas para todo ser humano que não valoriza a vida. A guerra contra pessoas de cor e todas as minorias precisa acabar. Medo não é uma desculpa. O ódio não vencerá. Nós todos temos o poder de canalizar nossa raiva e frustração para a ção. Nós devemos usar nossas vozes para fazer contato com políticos e legisladores e nossas comunidades para pedir mudanças sociais e judiciais. Enquanto nós rezamos pelas famílias de Alton Sterling e Philando Castile, também rezaremos pelo fim desta praga de injustiça em nossas comunidades.

 

 

Fonte:  G1

 

O comitê de investigação que analisa a queda do voo MS804 da EgyptAir infomou que gravações de vozes na cabine do piloto indicam que houve uma tentativa de apagar um incêndio antes da aeronave cair no Mediterrâneo, no dia 19 de maio, segundo a Reuters. Os áudios da cabine do avião foram enviado ao Cairo nesta semana, depois do gravador da caixa-preta ter sido reparado em laboratórios da França. As gravações ainda indicam que um incêndio tomou conta do avião em seus momentos finais. O comitê ainda faz uma análise mais aprofundada sobre as vozes contidas nas gravações e não descarta qualquer possibilidades sobre o que causou o acidente. As gravações estão em linha com os dados extraídos em outros dispositivos do avião, que emitiram sinais de presença de fumaça em seu interior logo antes do acidente. O Airbus A320 fazia a rota Paris-Cairo, quando caiu com 66 ocupantes a bordo, depois de desaparecer repentinamente dos radares por causas ainda desconhecidas . Segundo a EgyptAir, viajavam 56 passageiros, além de sete membros da tripulação e três efetivos de segurança. Entre as vítimas estão 30 egípcios, 15 franceses, além de dois iraquianos, um britânico, um belga, um kuwaitiano, um saudita, um sudanês, um chadiano, um português, um argelino e um canadense. O acidente é o terceiro envolvendo a indústria aérea do Egito desde outubro, quando um avião russo caiu sobre a Península do Sinai, matando todas as 224 pessoas a bordo, em um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico. Em março, uma aeronave da EgyptAir foi sequestrada por um homem vestindo um colete de explosivos falso, mas ninguém ficou ferido.

 

 

Fonte:  G1

Página 5 de 5

Notícias mais lidas

Quem Somos

A Radio Nocaute tem como principal meta, tocar os sucessos mais antigos em sua programação, não deixando é claro de tocar os sucessos da atualidade. Nossa programação é feita com 60% de músicas antigas. Trabalhamos com muito carinho para oferecer uma programação diferenciada aos nossos ouvintes.
Saiba mais

 

Nossa Newsletter

Cadastre-se e receba nossas novidades e promoções em seu e-mail!

Siga-nos pelo Facebook