• Whatsapp:
  • (33)9.9913-6056

Portuguese English Spanish
  • 1

    1

  • 2

    2

  • 3

    3

Santos vence o Atlético-MG e rouba a vice-liderança do Brasileirão

Eliminado pelo Atlético-MG na Copa do Brasil, na última semana, o Santos se vingou neste domingo. Com uma boa atuação, principalmente no primeiro tempo, o Peixe venceu o Galo por 3 a 1, na Vila Belmiro, e roubou do adversário a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. O VAR entrou em ação na marcação de um pênalti depois que a bola tocou no braço do lateral-esquerdo Fábio Santos no fim do primeiro tempo. A vitória coloca o Santos na segunda posição, com 17 pontos, dois abaixo do líder Palmeiras – a diferença para aumentar para cinco caso a CBF homologue o resultado do triunfo alviverde diante do Botafogo, em Brasília. O Atlético-MG aparece agora em terceiro, com 15 pontos, mais distante da briga pela ponta da tabela. O árbitro Dewson de Freitas assinalou aos 46 minutos do primeiro tempo um pênalti para o Santos ao ver nas imagens um toque no braço de Fábio Santos em cabeceio de Sasha. A marcação aconteceu três minutos depois da jogada ter acontecido. Os atleticanos se preparavam para uma cobrança de escanteio quando o juiz foi até a beirada do campo avaliar o lance anterior. O Santos foi para cima logo no início. Com menos de um minuto, Jean Lucas recebeu cruzamento de Jorge na área e bateu forte para ótima defesa de Victor. Com trocas rápidas de passes, o Peixe continuou em cima e chegou a carimbar a trave em chute de Marinho de fora da área. O Atlético-MG teve muita dificuldade para segurar a bola e escapar do sufoco. Tanto que, até aos 19 minutos, o time da casa havia finalizado nove vezes contra nenhuma dos mineiros. Os santistas chegaram ao gol aos 38 minutos. Jean Mota cobrou falta e Eduardo Sasha, de costas para o gol, desviou no canto direito de Victor. O Peixe aumentou aos 46. Quase três minutos depois, já com a bola posicionada para um escanteio do Galo, o árbitro Dewson de Freitas marcou pênalti em toque de Fábio Santos com o braço na área. Jean Mota bateu e fez o segundo. O Santos quase aumentou o placar, aos sete, depois que Sasha recebeu de Soteldo e chutou com perigo. O Atlético-MG voltou mais ofensivo, forçando a marcação sobre a saída de bola rival. Ricardo Oliveira, aos 13, parou em grande defesa de Everson ao subir de cabeça entre os zagueiros. O Peixe poderia ter aumentado quando Jean Mota recebeu na área e acertou a trave. No minuto seguinte, aos 25, três depois de entrar, Alerrando recebeu na área e bateu na saída do goleiro para descontar. No momento em que o Galo crescia, o Santos fechou a partida aos 36. Sánchez acertou linda cobrança de falta no ângulo esquerdo de Victor e fez um golaço. O mesmo Sánchez e Soteldo ainda tiveram duas chances claras para aumentar, mas desperdiçaram. Substituído no segundo tempo, o atacante deixou o campo irritado ao dirigir-se para o banco de reservas. Nitidamente incomodado, o jogador falou rapidamente com o técnico Rodrigo Santana e atirou um copo de água no chão. Logo em seguida, Alerrando, que entrou no lugar do veterano centroavante, descontou para o Atlético-MG. Após o jogo, Oliveira não quis conceder entrevistas.

 

Fonte: Globo Esporte

Please publish modules in offcanvas position.