• Whatsapp:
  • (33)9.9913-6056

Portuguese English Spanish
  • 1

    1

  • 2

    2

  • 3

    3

Quinta, 14 Abril 2022 16:00

Suspeito de ataque a tiros no metrô de NY ficará preso e sem direito a fiança

A justiça americana ordenou nesta quinta-feira (14) que o homem suspeito do ataque dentro de uma estação de metrô no Brooklyn, em Nova York, fique em prisão preventiva sem a possibilidade de fiança. Os procuradores defenderam a manutenção da prisão ao dizerem que Frank James, de 62 anos, aterrorizou toda a cidade. O americano foi ouvido brevemente no processo em um tribunal federal no Brooklyn. Ele respondeu a perguntas protocolares sobre se ele entendia as acusações e a audiência. Mais tarde, seus advogados pediram ao público que não o julgasse antecipadamente. James foi preso ontem (13), um dia após o ataque, depois de ligar para uma linha de denúncia da polícia para dizer onde estava. Autoridades o acusam de ter detonado bombas de fumaça e atirado contra passageiros na estação de metrô. Ao todo, 10 pessoas foram baleadas no episódio. O americano foi acusado de crime federal de terrorismo que se aplica a ataques a sistemas de transporte coletivo. Apesar disso, as autoridades dizem que atualmente não há evidências que o liguem a organizações terroristas. “O réu abriu fogo assustadoramente contra passageiros em um trem do metrô lotado, interrompendo seu trajeto matinal de uma maneira que a cidade não via há mais de 20 anos”, disse a procuradora assistente dos EUA Sara K. Winik. “O ataque do réu foi premeditado, cuidadosamente planejado e causou terror entre as vítimas e toda a nossa cidade.” Do lado de fora do tribunal, a advogada de defesa Mia Eisner-Grynberg alertou contra “uma corrida para o julgamento”. "Os relatórios iniciais em um caso como este são muitas vezes imprecisos", disse ela. Ela ressaltou que James alertou a polícia sobre seu paradeiro, 30 horas depois de uma caçada que incluiu alertas de celular para a população. Mia concordou em mantê-lo preso sem fiança, pelo menos por enquanto. Os advogados de James, no entanto, podem entrar com pedidos no futuro para tentar reverter a situação.

 

Fonte: G1