• Whatsapp:
  • 33. 9.9875-3842

Portuguese English Spanish
  • 1

    1

  • 2

    2

  • 3

    3

Segunda, 03 Maio 2021 08:44

Protesto por vacina deixa 100% dos ônibus parados no DF

Os rodoviários cruzaram os braços nesta segunda-feira (3) e paralisaram 100% do serviço de transporte público no Distrito Federal. A categoria reivindica a vacinação contra a Covid-19. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários do DF (Sinttrater), o serviço será interrompido por 24 horas. Nesta segunda, a greve dos metroviários completa duas semanas. Com a frota reduzida, 19 dos 24 trens estão em circulação em horários de pico. Em nota, a Secretaria de Saúde disse "reconhecer a importância da vacinação dos rodoviários" e que "segue ampliando os grupos prioritários de vacinação contra a Covid-19 dentro das possibilidades". Já o sindicato dos rodoviários orientou que a população "fique em casa" e informou que o serviço "volta normalmente na terça [4]". Na sexta-feira (30/4), representantes dos rodoviários foram ao Palácio do Buriti participar de reunião com membros do Executivo. De acordo com o sindicato, a reunião "não atendeu às expectativas" e, portanto, não houve acordo entre as partes. Também na sexta, a 3ª Vara de Fazenda Pública do DF considerou que a paralisação anunciada era "ilegal e abusiva" e determinou que os rodoviários "se abstenham de promover paralisação total ou parcial dos serviços de transporte", sob pena de multa de R$ 1 milhão. A decisão foi do presidente do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT), Pedro Matos de Arruda. Entretanto, neste domingo (2), a desembargadora do TJDFT Sandra de Santis cassou a decisão anterior. A magistrada entendeu que "a decisão já proferida pelo juízo trabalhista, em dissídio coletivo, que afinal deve prevalecer, viabiliza o direito de greve dos trabalhadores, sem, contudo, inviabilizar o direito de ir e vir da população do Distrito Federal, por meio do transporte público". Com a nova determinação, em caso de greve, os metroviários devem manter contingente mínimo de 60% da frota nos horários considerados de pico – entre 5h e 9h30 e das 17h às 19h30 – e de 40% no restante do dia. A pena para o descumprimento da medida é de R$ 50 mil por dia.

 

Fonte: G1

Domingo, 28 Março 2021 06:36

Com Covid-19, pastor Silas Malafaia cancela encontro com Bolsonaro

O pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, está com Covid-19. Após detectar a doença, o pastor cancelou o encontro que teria na segunda-feira (29) com o presidente Jair Bolsonaro, em Brasília. Malafaia contou que a sua mulher, a pastora Elizete também contraiu a doença e já se recuperou. Assim como seus filhos. Segundo ele, desde o ano passado, vinha realizando um "tratamento preventivo para a Covid-19 com ivermectina, k-2 e vitamina D". Não há comprovação de eficácia para este tipo de tratamento. O pastor Silas Malafaia disse estar em isolamento e aguarda a alta médica. Segundo ele, com o diagnóstico de Covid, está cancelado o encontro que teria com o presidente Bolsonaro.

 

Fonte: G1

 

Terça, 23 Março 2021 08:22

SP tem recorde de sepultamentos e pode ter enterros noturnos

Com 373 enterros em apenas um dia, a capital registrou no domingo, 21, o recorde diário de sepultamentos em cemitérios públicos, privados e crematórios da cidade desde o início da pandemia. O Serviço Funerário do Município de São Paulo já fez a contratação de oito torres de energia para a realização de enterros noturnos por 60 dias, ratificados a cada 30, medida que será adotada se o número diário de enterros chegar a 400. O pico de 2020 foi em 26 de maio, com 322 enterros. Até o momento, não foi necessário realizar sepultamentos no período noturno, mas duas torres já estão disponíveis no Cemitério da Vila Formosa, o maior da América Latina, na zona leste paulistana. Os equipamentos podem ser utilizados caso sepultamentos agendados ultrapassem o horário de funcionamento do cemitério. No caso de morte pela covid-19, a realização de velório não é permitida e o caixão, fechado. A despedida é breve e ocorre apenas no momento do sepultamento. Para os demais óbitos, o velório pode durar até uma hora, com permissão de participação de dez pessoas. Caso o número de sepultamentos por dia chegue a 400, nenhum velório poderá ser realizado. Até 15 de março, o número de enterros estava na casa dos 200. A partir do dia 16, teve início uma série com balanço de sepultamentos superiores a 300, atingindo o maior número diário durante a pandemia no dia 21. A média de sepultamentos em março deste ano, em relação a março do ano passado, quando a pandemia estava ainda no início no Brasil, apresentou alta de 44,2%. Saltou de uma média de 195,3 enterros por dia em março de 2020 para 281,8 nas três primeiras semanas deste mês.

 

Fonte:  Terra

Sábado, 20 Março 2021 06:36

Morre o vereador Irmão Lázaro, por complicações da Covid-19

Morreu, na noite de sexta-feira (19), o vereador Irmão Lázaro (PL), vítima de complicações da Covid-19. Ele estava internado há quase um mês em um hospital de Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador. A informação foi confirmada pela assessoria do vereador. Irmão Lázaro, que também era cantor gospel, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde 25 de fevereiro. O último boletim médico divulgado ainda na noite de sexta-feira indicava o quadro muito delicado do vereador. O boletim dizia que ele não tinha apresentado nenhuma intercorrência, permanecia estável, mas o quadro era muito delicado. No dia em que foi internado, ainda em fevereiro, ele seria transferido para outra unidade particular, só que em Salvador, mas teve agravamento do quadro de saúde e os médicos, por precaução, preferiram suspender a transferência devido ao estado de saúde delicado dele. No dia 27 de fevereiro ele chegou a melhorar o nível de oxigenação. De acordo com familiares, Irmão Lázaro tinha sido diagnosticado com a Covid-19 no dia 15 de fevereiro e desde então fazia o tratamento em casa. No entanto, no dia 22 de fevereiro, ele sentiu desconforto, febre e procurou o médico. Ao chegar no hospital, foi comprovado que ele estava com metade dos pulmões comprometidos e ele ficou internado em um leito clínico. Três dias depois, ele precisou ser transferido para UTI. Nas redes sociais, a filha do vereador, Marta Silva, fez uma postagem de despedida. "Hoje a pessoa mais importante da minha vida se foi, o homem que eu mais amei e continuarei amando o resto da vida!! O cara mais honesto e bondoso que já conheci, que me ensinou a amar a Deus acima de todas as coisas e que me amou como ninguém nunca amou!! O meu maior alívio é saber que ele tá ao lado de Deus e que o céu está em festa nesse momento. Ele foi o meu maior exemplo de fé, meu melhor amigo, meu pastor, meu confidente, meu cantor favorito kkk ELE ERA MEU TUDO e agr meu tudo se foi! PAI, fica juntinho de Deus ai que já já estaremos juntos, eu te amo mais do posso expressar e imaginar!".

 

 

Fonte: G1

Quarta, 17 Março 2021 18:39

Datafolha: 56% dos brasileiros consideram Bolsonaro incapaz de liderar o país; 42% acham que presidente é capaz de liderar

Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira (17), no site da "Folha de S.Paulo", aponta que cresceu para 56% o número de brasileiros que consideram o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) incapaz de liderar o país. Na pesquisa anterior, realizada em janeiro, 50% dos entrevistados haviam dado essa resposta. Segundo o levantamento, o percentual de brasileiros que consideravam Bolsonaro capaz de liderar foi de 46% para 42% de janeiro para março, com oscilação negativa no limite da margem de erro. Não souberam responder 3%, ante 4% no começo do ano. Quando a pandemia começou, há um ano, Bolsonaro era melhor avaliado. Em abril de 2020, ele foi tido como capaz de liderar o país por 52% dos brasileiros, em detrimento de 42% que o julgavam incapaz. 56% não acreditam que Bolsonaro é capaz de liderar o país (20 e 21 de janeiro: 50%; 24 e 26 de maio de 2020; 52% ; 27 abril de 2020: 49%; 3 de abril de 2020: 44%) 42% acham que Bolsonaro é capaz de liderar o país (20 e 21 de janeiro: 46%; 24 e 26 de maio de 2020: 45%; 27 abril de 2020: 45%; 3 de abril de 2020: 52%); 3% não sabem responder se Bolsonaro é capaz de liderar o país (20 e 21 de janeiro: 4%; 24 e 26 de maio de 2020: 3%; 27 abril de 2020: 5%; 3 de abril de 2020: 4%) Entre os que hoje julgam o presidente mais incapaz estão os mais ricos, que ganham acima de 10 salários mínimos (62%) e quem tem curso superior (também com 62%). Moradores da região Nordeste também compõem a massa crítica do governo, com 63% dos que avaliam o presidente incapaz de liderar o Brasil. Os que confiam no presidente, por outro lado, são moradores da região Sul (51%), Norte/Centro-Oeste (49%) e evangélicos 52%. O Datafolha reforçou também que, no mesmo levantamento, o índice de ótimo e bom atribuído ao desempenho do presidente no combate à crise caiu ao menor índice da série histórica: 22%.

 

 

Fonte: G1

Terça, 16 Março 2021 10:33

Minas Gerais entra na onda roxa e permite apenas serviços essenciais em todos os 853 municípios a partir desta quarta

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), confirmou, na noite desta segunda-feira (15/3), que todas as regiões do estado serão inseridas na onda roxa do programa Minas Consciente a partir da próxima quarta-feira (17). A princípio, a medida será válida por 15 dias. A decisão foi comunicada em uma reunião realizada com prefeitos e representantes de consórcios municipais de saúde e já tinha sido adiantada pelo presidente da Associação Mineira de Municípios (AMM), Julvan Lacerda. Minas Gerais vive, atualmente, o momento mais grave da pandemia, com hospitais no limite. Na capital, Belo Horizonte, a ocupação de leitos de terapia intensiva chegou a 93,4% nesta segunda-feira. A adesão dos municípios à onda roxa será obrigatória. Segundo o governador, apenas serviços essenciais serão autorizados a funcionar e somente pessoas que trabalham nessas atividades deverão circular nas ruas. De acordo com o novo secretário estadual de Saúde, Fábio Baccheretti, nos últimos três dias, o número de pacientes à espera de vagas cresceu "de forma exponencial" em Minas Gerais. "Diferente de todo o cenário vivido nos últimos 12 meses, desde o início da pandemia, a gente desta vez vive um cenário único, que é todo o Estado sofrendo muito ao mesmo tempo", pontuou. Segundo ele, o estado está trabalhando para ampliar o número de leitos. Em fevereiro do ano passado, antes da pandemia, os municípios mineiros tinham 2.072 leitos de UTI. Hoje, são 4.248. Nesta segunda-feira, 85,31% dos leitos de terapia intensiva para pacientes com Covid-19 estão ocupados. “Estamos utilizando todos os recursos possíveis. Os hospitais da Fhemig estão adaptando blocos cirúrgicos e pronto-atendimento para vivarem leitos de CTI. Faremos remanejamento de equipamentos para que os municípios consigam, durante as próximas semanas, ampliar leitos”, afirmou o secretário. Nesta terça-feira (16), Zema e Baccheretti vão conceder coletiva de imprensa sobre o assunto às 7h30. O comandante-geral da Polícia Militar de Minas Gerais, coronel Rodrigo Rodrigues, participou da reunião e disse que a corporação vai atuar de forma mais integrada com as guardas municipais para garantir que as medidas previstas na onda roxa sejam cumpridas.

 

Fonte: G1

Pagina 11 de 17