• Whatsapp:
  • 33. 9.9875-3842

Portuguese English Spanish
  • 1

    1

  • 2

    2

  • 3

    3

Sexta, 25 Novembro 2022 13:47

Ataque em escolas deixa três mortos e onze feridos em Aracruz, no ES

Um ataque a duas escolas deixou três mortos e outros onze feridos em Aracruz, no Espírito Santo, nesta sexta-feira (25). Os disparos aconteceram por volta das 9h30 na Escola Estadual Primo Bitti e uma escola particular na mesma via que fica em Praia de Coqueiral, 22 km do centro da cidade. Aracruz, onde o ataque aconteceu, fica a 85 km ao norte da capital. A informação preliminar, segundo um policial militar que está no local, é que um jovem seja o autor dos disparos, mas, a identidade do atirador não foi divulgada até a última atualização desta reportagem. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o autor invadiu a escola estadual com uma pistola e fez vários disparos assim que entrou no estabelecimento de ensino. Depois, foi até a sala dos professores e fez novos disparos. Na unidade, dois professores foram mortos. Na sequência, o atirador deixou o local em um carro e seguiu para a escola particular Centro Educacional Praia de Coqueiral, que fica na região. Na unidade, uma pessoa foi morta. A vítima fatal é um aluno. Após o segundo ataque, o atirador fugiu em um carro. A polícia faz buscas na região. Ao todo, dois professores e um aluno foram mortos. A identidade e idade não foram divulgadas. Onze pessoas foram baleadas, uma delas teve de ser resgatada pelo helicóptero ao hospital. Segundo os dados do Censo Escolar de 2021, a escola Primo Bitti tem cerca de 500 alunos matriculados. O governo estadual não confirmou quantos alunos estavam no local no momento do atentado.

 

Fonte: G1

Domingo, 20 Novembro 2022 13:33

Tumulto em festa sertaneja termina com 2 mortos em SP

Uma confusão em uma festa sertaneja em Piracicaba (SP) terminou com duas mortes e mais uma pessoa baleada na madrugada deste domingo (20). Segundo a Polícia Militar, ninguém foi preso. A confusão aconteceu na festa "Fervo", que tinha como atração principal o show dos sertanejos Hugo & Guilherme. O evento foi no distrito Unileste. De acordo com o boletim de ocorrência, durante o show principal ocorreu um tumulto e três pessoas foram feridas por disparo de arma de fogo. Uma quarta pessoa foi atingida de raspão, mas não foi socorrida e buscou atendimento médico por meios próprios. Ela foi medicada e liberada. Leonardo Victor Cardozo, de 26 anos, e Heloise Magalhães Capatto, de 23 anos, não resistiram aos ferimentos e morreram. Uma terceira pessoa, um jovem de 27 anos, teve ferimentos na região da orelha e têmpora e está internado em um hospital particular. Segundo depoimento do sobrevivente, ele não conhecia as outras duas vítimas. Ele disse que escutou um barulho e percebeu que tinha sido atingido. Já a irmã do jovem que morreu informou que o irmão estava no show com um amigo e tentou intervir em uma briga de casal, quando o autor sacou uma arma e fez vários disparos. A pessoa que fez os disparos não foi identificada. A ocorrência foi encaminhada para o Plantão Policial, onde foi registrada como homicídio e tentativa de homicídio. Na manhã deste domingo a estrutura do local onde ocorreu a festa estava sendo desmontada por funcionários. No local, uma equipe da EPTV, afiliada TV Globo, encontrou resquícios da confusão, como garrafas quebradas e gazes com sangue pelo chão. Empresa organizadora do evento, Burn19 Produções, emitiu uma nota sobre o caso. "A organização do evento presta toda a solidariedade às vítimas deste terrível episódio, se colocando à disposição das autoridades, e ainda está aguardando apuração da Polícia Civil e Polícia Militar para poder se posicionar com mais informações do ocorrido." A empresa também informou que a festa contava com documentos legais e alvará para acontecer, e que no local do evento também teve revista pessoal e seguranças particulares, além de atendimento ambulatorial.

 

Fonte: G1

Segunda, 07 Novembro 2022 15:46

Tragédia em Santarém

Um acidente envolvendo um micro-ônibus deixou cinco pessoas mortas em Santana do Tapará, em Santarém, no oeste do Pará. O caso aconteceu na manhã desta segunda-feira (7).De acordo com informações de testemunhas, o motorista posicionou o veículo para embarcar na balsa que faz a travessia de Santana do Tapará para o porto do DER, também em Santarém. Parte dos passageiros estava dentro do veículo, enquanto outros aguardavam do lado de fora. Nesse momento, ainda segundo testemunhas, o motorista desceu do veículo para chamar os demais passageiros, mas não teria puxado o freio de mão. O micro-ônibus desceu, bateu em um cabo de aço que não suportou o peso do veículo e se rompeu; em seguida a van caiu dentro do rio. Segundo a Polícia Civil o ônibus estava com a documentação em dia e tinha autorização para passeios. O subcomandante do 4º Posto de Policiamento Destacado (PPD) da CANP, subtenente Bezerra, informou que o ônibus levava 11 pessoas, incluindo o motorista, mas nem todas estavam dentro do veículo no momento do acidente. O dono do micro-ônibus, por sua vez, informou que foi um dos passageiros que ligou o veículo, que acabou desengatando e caindo no rio. Das oito pessoas que ficaram no veículo, duas conseguiram pular e se salvar. De acordo com informações da empresa Camila Transportes, que faz a travessia de balsa Monte Alegre/Santarém, a partir do porto de Santana do Tapará, há uma adolescente de 17 anos desaparecida. Ainda não há informações sobre o número de sobreviventes. Equipes da Capitania Fluvial de Santarém e da Polícia Civil estão no local do acidente para apurar mais informações sobre o caso. A Prefeitura de Santarém também encaminhou uma equipe da Defesa Civil Municipal, uma psicóloga e a coordenadora de Portos, Sandra Santana. Em nota, a Capitania Fluvial de Santarém informou que o acidente aconteceu por volta das 5h, conforme o que foi repassado por testemunhas à equipe de Inspeção Naval, e que a equipe enviada ao local está fazendo levantamento de informações "a fim de instruir eventual inquérito". Por volta das 9h40, o Instituto Médico Leal (IML) fez a remoção dos corpos para necropsia. As cinco pessoas que morreram no acidente foram identificadas e eram da mesma família. O micro-ônibus foi fretado em Santarém para levar um grupo de pessoas para um evento festivo no setor 11, em Monte Alegre. O acidente aconteceu no momento em que o veículo era manobrado para embarcar na balsa que sairia do porto de Santana do Tapará com destino ao porto do DER, em Santarém. O caso foi registrado no plantão do delegado Lucivelton Ferreira, na 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Santarém, que já iniciou as investigações.

 

Fonte: G1

Terça, 01 Novembro 2022 15:21

Pacientes que precisam de hemodiálise para sobreviver ficam sem atendimento em SC por causa de bloqueios dos bolsonaristas

Os bloqueios nas rodovias em protesto contra o resultado da eleição presidencial impossibilitam que moradores consigam atendimento médico em Santa Catarina. Em comunicado nesta terça-feira (1º), a Secretaria de Estado de Saúde (SES) afirmou que pacientes que precisam de hemodiálise para sobreviver estão sem conseguir atendimento. Pacientes também têm cirurgias canceladas por causa das interdições, informou a pasta. Além disso, alimentos, insumos e medicações não são permitidos a passarem pelos manifestantes.Por conta das interdições, pacientes mais graves poderão ser encaminhados via transporte aéreo. O mesmo ocorre com insumos, medicamentos e vacinas. "Nós temos cidades que são referências para polos de saúde e as pessoas não estão conseguindo se deslocar”, disse o secretário de saúde Aldo Baptista Neto. Este é o terceiro dia de protestos no Estado, que já resultaram no comprometimento de distribuição de vacinas, falta de combustível em postos e suspensão de viagens de ônibus em diversas cidades. Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina (Sindipetro), 95% dos postos de Joinville, a cidade mais populosa do estado, estavam sem combustível. A cidade do Norte catarinense tem 103 postos, mas 98 estavam sem gasolina ou disel. Os registros de longas filas nos estabelecimentos de toda a cidade e de outros municípios de Santa Catarina começaram durante a manhã. Em Florianópolis, por exemplo, ação da Secretaria de Defesa do Cidadão (Procon Municipal) identificou alta injustificada de preços em cinco locais. Além dos prejuízos econômicos, muitas pessoas estão há mais de 24 horas paradas nas filas pelas estradas do Estado. Ana Paula Bergamo Yokoyama, de 18 anos, relata que idosos e recém-nascidos também estão no ônibus em que ela está. "A situação está deplorável", afirmou. A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade detalhou que, até às 22h de segunda-feira (31), havia aproximadamente 40 ônibus, com mais de 800 pessoas a bordo, em diversos pontos do estado aguardando a liberação das rodovias. "As operadoras têm prestado o melhor apoio possível aos passageiros, com hospedagem em hotéis e alimentação", informou a pasta. Um grupo de sete passageiros, presos em uma rodovia federal entre Paraná e Santa Catarina, decidiu deixar o veículo e percorrer cerca de 13 km a pé até a cidade mais próxima, Garuva, no Norte catarinense.

 

Fonte: G1

Terça, 01 Novembro 2022 15:16

Acidente em rodovia bloqueada deixa 9 feridos no Tocantins

Um acidente entre um caminhão e um ônibus de passageiros deixou nove pessoas feridas na manhã desta terça (1º), na cidade de Araguaína, no norte do Tocantins. O ônibus colidiu na traseira de um caminhão, que estava parado na pista. O caminhoneiro participava de um ato antidemocrático, organizado por um grupo bolsonarista que fechou um trecho da BR-153, por não concordar com o resultado das eleições deste domingo (30), em que Luiz Inácio Lula da Silva (PT) saiu vitorioso. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, entre os nove feridos, alguns chegaram a ficar presos entre as ferragens, dois deles em estado grave. As vítimas foram socorridas por equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu. O ônibus atingido fazia a linha entre a cidade de Araguaína e a capital, Palmas. De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o trecho da BR-153, onde aconteceu o acidente, está parcialmente interditado. No início da tarde de terça, o estado do Tocantins possuía dois trechos com interdição total e três com interdições parciais.

 

 

Fonte: Folha de São Paulo

Terça, 01 Novembro 2022 10:12

Falta de combustível, distribuição de vacina comprometida e suspensão de ônibus: as consequências dos bloqueios em SC

Santa Catarina chegou ao terceiro dia com registro de bloqueios nas rodovias em protesto pela derrota do presidente Jair Bolsonaro (PL) nas urnas. Nesta terça-feira (1º), as manifestações já resultaram no comprometimento de distribuição de vacinas, falta de combustível em alguns postos e suspensão de viagens de ônibus em diversas cidades. Os protestos ocorrem desde a noite de domingo (30) e até esta terça são cerca de 80 trechos interrompidos em rodovias federais e estaduais. Além dos prejuízos econômicos, muitas pessoas estão há mais de 24 horas paradas nas filas pelas estradas do Estado. Ana Paula Bergamo Yokoyama, de 18 anos, relata que idosos e recém-nascidos também estão no ônibus em que ela está. "A situação está deplorável", afirmou. Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina (Sindipetro), na tarde de segunda-feira (31), um terço dos postos sem combustíveis de Joinville, a cidade mais populosa do Estado, estava sem combustível. A cidade do Norte catarinense tem 103 postos, mas 30 estavam sem combustíveis às 17 horas. Os registros de longas filas nos estabelecimentos de toda a cidade e de outros municípios de Santa Catarina começaram durante a manhã. Em Florianópolis, por exemplo, longas filas foram registradas durante todo o dia nos postos. Além disso, uma ação da Secretaria de Defesa do Cidadão (Procon Municipal) identificou alta injustificada de preços de combustíveis em cinco locais. A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade detalhou que, até às 22h de segunda-feira (31), havia aproximadamente 40 ônibus, com mais de 800 pessoas a bordo, em diversos pontos do estado aguardando a liberação das rodovias. "As operadoras têm prestado o melhor apoio possível aos passageiros, com hospedagem em hotéis e alimentação", informou a pasta. Um grupo de sete passageiros, presos em uma rodovia federal entre Paraná e Santa Catarina, decidiu deixar o veículo e percorrer cerca de 13 km a pé até a cidade mais próxima, Garuva, no Norte catarinense.

 

Fonte: G1

Pagina 5 de 17